baner topo1
Juara – Mato Grosso
Quarta-Feira, 28 de Julho de 2021

Domador há vários anos, Daniel Costa fala da gratidão do trabalho e explica sobre as práticas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Domar é a arte de reduzir à obediência (um animal selvagem), submetendo-o pela força bruta ou à custa de exercício e ensino; amansar, domesticar.

Esse é o serviço que Daniel Costa Filho faz há vários anos desde sua infância e traz como tradição de seu pai.

Em Juara, ele trabalha com doma racional há vários anos e explica que precisa ter muita técnica e carinho para trabalhar com esse serviço, e que o trabalho vem desde a infância, e que ele segue a tradição de seu pai.

O trabalho dá muita canseira, mais é gratificante, e que em Juara o serviço não para e todos os dias tem animais na baia para domar.

Precisa ter jeito, técnica e paciência, não pode bater até que o animais vai pegando o jeito, porque o cavalo aprende por repetição e por alivio.

Diante do trabalho cansativo e gratificante, o Daniel deixou um recado para as pessoas dizendo os animais precisam de gentileza, porque eles são inteligências e aprendem conforme os ensinamentos. “Se ensinar errado, os animal seja, cavalo ou muar, ele vai aprender errado, se ensinar certo, ele aprende certo”.

O tempo para domação. Com relação ao tempo de domação, o domador Daniel explica que variante entre 06 a 01 ano ou até mesmo um ano e meio.

 

Fonte: Radiotucunare/acessenoticias

Com muito ❤ por go7.site