Em Juara meliante que criou fan page para denegrir empresas e pessoas será desvendado. Conheça o caso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Uma página do Facebook de Juara, cujo autor não se identifica, vem publicando inúmeras calúnias contra pessoas e empresas, tentando estar protegido pelo Anonimato.

Profissionais liberais, empresas e a administração pública vem sofrendo uma sorte de ataques caluniosos, com acusações levianas ou sem nenhuma comprovação, intuito de causar prejuízos e assim, tentar levar alguma vantagem política, visto que suas publicações querem denegrir todos, que de alguma forma se aproxima do poder público, quer por licitação ou prestação de serviço ou ainda, pelo simples fato de estar fazendo parte da gestão.

O fato mais recente se refere a uma empresa de fornecimento de materiais hospitalares, que fornece para prefeitura de Juara desde 2016 e também para cidades vizinhas e muitas outras cidades do Brasil.

A empresa o que é atacadista, fornece para grandes hospitais da Unimed entre outros e está apta a participar de licitações e nada consta contra essa empresa ou contra o contrato que firmou com a Prefeitura de Juara, que é fiscalizada pelos vereadores, MPE e Tribunal de Contas.

O meliante, proprietário da página, encontrou uma foto antiga da empresa, que está postada no Google, junto com um print do contrato com a prefeitura e começou a fazer comentários maliciosos, como se tal contrato fosse ilegal ou tivesse alguma irregularidade. Sem mostrar nenhuma prova, lançou mão de calúnias e difamação para alcançar o seu intento.

Essa é uma pratica recorrente que o meliante adota para alcançar a meta de denegrir empresas e pessoas, mas ao que parece, seus dias de anonimato estão prestes a acabar.

Imediatamente a empresa foi comunicada e, preocupada com a disseminação em massa, que uma acusação difamatória pudesse comprometer o seu trabalho e seu nome no mercado,  o departamento jurídico tomou providências imediatas e fez escrituras públicas comprobatórias das calúnias e, a partir disso, a empresa vai ingressar contra a página Facebook solicitando em juízo o endereço de IP, endereço físico do proprietário da página para que responda judicialmente pelos crimes que cometeu  vem cometendo contra várias pessoas.

A reportagem da Rádio Tucunaré e site Acesse Notícias tem conhecimento, que outras denúncias foram protocoladas contra essa página no Ministério Público e também na justiça comum por parte dos que se sentem ofendidos.

A Constituição Federal no artigo 5º, IV, diz: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”.

Ouça as explicações do advogado da empresa Dr. Max Paulo e as medidas judiciais que vai impetrar:

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️