baner topo1
Juara – Mato Grosso
Terca-Feira, 19 de Outubro de 2021

Com gol nos acréscimos, Santos bate o Grêmio no reencontro com a torcida e sai do Z4 do Brasileirão

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O Santos enfim respirou no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, pela 25ª rodada da competição, o Peixe derrotou o Grêmio por 1 a 0, em casa, e encerrou um jejum de 11 compromissos sem triunfos.

Com o resultado, os paulistas saíram da zona do rebaixamento, com 28 pontos, na 16ª colocação. Já o Grêmio segue na vice-lanterna, com 23.

A partida, aliás, marcou o reencontro do Alvinegro Praiano com a sua torcida. Seguindo os protocolos da CBF e do Governo do Estado de São Paulo, 30% da capacidade total da Vila Belmiro foi liberada para o público, ou seja, 4.644 lugares. O último jogo do clube paulista com os portões abertos havia sido em 7 de março de 2020.

O Santos volta a campo agora na quarta-feira, às 19 horas (de Brasília), quando visita o Atlético-MG, pela 26ª rodada do Nacional. No mesmo dia, mas às 20h30, o Grêmio encara o Fortaleza, fora de casa.

O jogo – Embalado pelo apoio de cerca de 4.600 torcedores, os anfitriões iniciaram a primeira etapa apertando. Com o relógio marcando dois minutos, Vinícius Zanocelo recebeu grande passe de Camacho na entrada da área e soltou uma pancada, obrigando Brenno a voar para fazer linda defesa.

Aos 10, Marcos Guilherme foi lançado pela direita, fez bela jogada individual e acionou Marinho, que bateu para a defesa de Brenno. No rebote, o próprio Marcos Guilherme arriscou, de bico, mas a bola desviou no meio do caminho e passou à centímetros da trave.

Dois minutos depois, os visitantes responderam. Alisson saiu cara a cara com João Paulo após belo lançamento de Vanderson e bateu cruzado. Atento, o goleiro santista cresceu na frente do atacante e fez ótima intervenção. Na sequência, Vanderson disparou pela direita, cortou Lucas Braga e arrematou pela direita da meta alvinegra.

Do outro lado, o Peixe voltou a assustar aos 39 minutos. Sánchez cobrou falta com muito veneno da intermediária e viu Brenno se esticar todo para mandar para escanteio. No lance seguinte, o goleiro voltou a brilhar, dessa vez rebatendo finalização de Marinho.

O bom ritmo doa etapa inicial, no entanto, não voltou para o segundo tempo. Os dois times passaram a cometer muitas falta e, consequentemente, a partida ficou muito picotada. A primeira grande chance saiu aos 15, em finalização para fora de Sánchez, mas com impedimento. Mesmo não valendo, o lance serviu para animar os donos da casa, que partiram para o abafa a partir de então.

A pressão, no entanto, não se transformava em oportunidades reais de gol. A equipe até chegava até a área, mas pecava no último passe. Já os gaúchos buscavam explorar o contra-ataque. Aos 30, Ferreirinha disparou pela esquerda, cortou para o meio e bateu rasteiro. João Paulo caiu bem e agarrou.

Nos minutos finais, o Santos seguiu tentando achar um tento salvador, que saiu no apagar das luzes. Aos 45 minutos, Marinho finalizou da entrada da área, a  bola desviou em Wagner Palha e morreu no fundo da rede.

 

Fonte: Gazeta Esportiva (foto: assessoria)

Com muito ❤ por go7.site