Juara – Mato Grosso
Quinta-Feira, 11 de Agosto de 2022

Enfermeira é detida por ficar com bebê após mãe receber alta em MT

Mum making baby massage, mother massaging infant bare foot, preventive massage for newborn, mommy stroking the baby's feet with both hands on light background.

A Polícia Civil do município de Campo Novo dos Parecis (396 km a noroeste de Cuiabá), instaurou inquérito para esclarecer  uma ocorrência de crime contra família envolvendo uma mãe e o filho de apenas 2 dias de vida. Duas pessoas, entre elas uma enfermeira e o companheiro da mãe do recém nascido,  terão as supostas condutas criminosas investigadas.

Na noite de sexta-feira (25.02) a Delegacia de Polícia foi acionada pelo Hospital Municipal de Campo Novo dos Parecis, para realizar um atendimento de violência doméstica envolvendo uma paciente de 22 anos , a qual havia acabado de dar à luz. Porém a jovem estava impedida de voltar para sua casa, pois o atual companheiro não aceitava a criança na residência, uma vez que não era seu filho.

De acordo com informações do Conselho Tutelar, a vítima estava se sentido ameaçada pelo esposo, bem como já havia uma medida protetiva contra ele. O caso passou a ser acompanhado também pela Assistência Social do município, para que pudesse encontrar uma casa de apoio e acolhimento para a mãe e o bebê.

Ocorre que após dois do nascimento da criança, a mãe recebeu alta do Hospital. Porém ao comparecer no prédio do Conselho  Conselho Tutelar para as devidas providências, a mãe estava sem o bebê e não sabia explicar onde a criança estava.

Questionada sobre o paradeiro do recém nascido, a jovem informou que havia deixado o bebê no Hospital. As conselheiras tutelar perceberam que a história contada pela mulher estava bastante confusa. Após outras perguntas para saber o que realmente havia acontecido, ela contou que o bebê havia ficado com uma enfermeira que trabalhava no hospital.

Com base nas informações, os policiais civis passaram a diligenciar e identificaram quem era a profissional que estava com a criança. A equipe juntamente com as conselheiras tutelares foram até o endereço dela, onde encontraram a enfermeira com o recém nascido nos braços.

Os infícios apontam que a enfermeira levou a criança para casa com a documentação de declaração de nascido vivo, sem comunicar as autoridades e também agiu de forma ilegal.

Diante do caso, a enfermeira de 36 anos e também o marido de 39 anos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia para esclarecimentos. Já a criança ficou sob os cuidados do Conselho Tutelar.

A Delegacia de Campo Novo dos Parecis continuará com as investigações, para esclarecimento total dos fatos e posteriomente conclusão do inquérito instaurado mediante portaria.

Fonte: Nortão Noticias

Com muito ❤ por go7.site

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.