Juara – Mato Grosso
Sábado, 20 de Agosto de 2022

Janaina cobra explicações da Casa Civil e possível anulação de concurso

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) encaminhou ofício à Casa Civil do Estado, cobrando explicações e providências sobre as inúmeras irregularidades detectadas durante a prova do concurso para 1.200 vagas para a Segurança Pública estadual, no domingo (20), realizado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Entre as principais irregularidades, estão candidatos com celulares ligados nas salas; fiscais que teriam dormido durante a realização das provas; falta de confirmação de identidade, o que viabilizou fraudes; além de sistema de segurança falho, como falta de detectores de metais e coletores de impressão digital.

Janaina afirma ter recebido inúmeras denúncias durante o dia de ontem, por isso decidiu oficiar o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho.

“Tenho recebido ao longo do dia inúmeras denúncias de irregularidades no concurso da Segurança Pública, são relatos de uso de celular, falta de detectores de metais, fotos de cartão de respostas circulando no WhatsApp, candidatos ingressando no local de prova após o horário, entre outras. O Ministério Público já está analisando mais de 30 denúncias e também estou encaminhado ofício para a Casa Civil do governo pedindo providências em relação aos casos, essas denúncias precisam ser investigadas em respeito aos mais de 66 mil candidatos que estudaram e se dedicaram”, escreveu a parlamentar.

O Ministério Público do Estado (MPMT) confirmou que, até a tarde de ontem (21), 32 denúncias já haviam sido levadas a conhecimento da Ouvidoria. O número será atualizado na tarde de hoje. Por enquanto, não há nenhum parecer a respeito.

“É imprescindível que sejam tomadas providências necessárias para dar legitimidade ao certame, ou caso sejam comprovadas as reclamações, a consequente anulação do certame e marcação de nova data para avaliação dos candidatos, preservando a segurança jurídica e primando pela aprovação lícita dos candidatos”, escreveu Janaina no ofício.

Outro lado

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) afirmou que deve se pronunciar hoje sobre as denúncias de irregularidades.

O Repórter MT também entrou em contato com a UFMT, realizadora do concurso. A assessoria informou que está avaliando o caso e emitirá nota assim que possível.

Fonte: Reporter MT

Com muito ❤ por go7.site

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.