Europa programa reabertura gradual e fábrica volta ao trabalho

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Alguns governos e a indústria europeus começam a ensaiar uma retomada da atividade econômica em meio à pandemia do novo coronavírus que atinge o planeta. A Áustria relaxou medidas de restrição e reabriu parte do comércio, enquanto Luxemburgo e Portugal já falam em adotar uma volta gradual à normalidade, respeitando as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde).

A Finlândia informou ontem que vai encerrar o isolamento da região de Uusimaa, onde está situada a capital Helsinque. Enquanto isso, a Dinamarca reabriu escolas e creches, porém os alunos estão 2m de distância uns dos outros.

Indústria

Algumas fábricas da Volkswagen vão voltar a operar a partir da próxima segunda-feira (20). São os casos de uma planta ao leste da Alemanha e outra em Bratislava, na Eslováquia. Na Alemanha, os funcionários trabalharão em jornada reduzida.

A partir de 27 de abril, o resto das fábricas na Alemanha, Portugal, Espanha, Rússia e Estados Unidos também voltarão a montar veículos. Por fim, em maio, as plantas na África do Sul, Brasil, Argentina e México deverão voltar à ativa, ainda sem um dia definido.

Em 17 de março, o grupo alemão, dono das marcas Volkswagen, Audi, Seat e Porsche, parou temporariamente para evitar a propagação de coronavírus ao mesmo tempo em que a demanda por veículos estacionou.

Portugal

Reconhecido como referência no controle à covid-19, Portugal atingiu a marca de 629 mortes até hoje, além dos 18.800 infectados oficialmente no país. Mesmo assim, já planeja como reabrir as atividades econômicas em maio, desde que os moradores do país respeitem as regras de isolamento impostas pelo governo para abril.

O país começa a ensaiar, com extremo cuidado, um eventual “regresso à normalidade” no mês que vem. “Terá que se fazer gradualmente”, advertiu nesta quinta-feira a responsável pela Direção Geral de Saúde de Portugal, Graça Freitas, que sublinhou que o país vai considerar o que a OMS sugerir e a experiência de outros países europeus muito atingidos pela pandemia.

“Nós começamos nosso período epidemiológico mais tarde e vamos adotar diferentes critérios”, disse Freitas.

Portugal se preparar para uma nova prorrogação do estado de emergência, em vigor no país desde 19 de março. Inicialmente, esse adiamento do isolamento deverá durar até 2 de maio – dias além do programado. É possível que o país mude as restrições de isolamento.

Enquanto espera a decisão o governo do país e a luz verde do Parlamento, a imprensa portuguesa aponta que o decreto, quando sair, deixará a porta aberta para mudar as regras de isolamento por idades e por territórios.

“Começamos a ver a luz no final do túnel”, disse ontem o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, que participou, ao lado do primeiro-ministro, de uma reunião com especialistas.

Áustria

Diante de uma crise econômica, o governo austríaco já afrouxou regras de isolamento, com a abertura gradual de todos os comércios, além da permissão para praticar esportes ao ar livre e a possibilidade que os colégios voltem a funcionar em maio.

Todas as lojas com menos de 400 metros quadrados e grandes áreas abertas estão abertas hoje pelo terceiro dia consecutivo, ainda que os clientes só sejam autorizados a entrar com máscara e manter distância obrigatória de ao menos 1 metro entre si.

Todos os demais negócios e centros comerciais poderão reabrir a partir de 2 de maio. Porém, até agora, o governo não tomou nenhuma decisão sobre reabrir restaurantes e centros de gastronomia.

Luxemburgo

Outro país a flexibilizar o isolamento e retomar as atividades é Luxemburgo, que iniciará na semana que vem o desconfinamento, com a reabertura das empresas de construção e reciclagem. O plano de reabertura segue um cronograma anunciado pelo primeiro-ministro do país, Xavier Bettel, para voltar aos poucos à normalidade.

A estratégia prevê a reabertura de todas as escolas, faculdades e creches ao longo de maio. Os comércios e o setor de restauração abrirão em uma etapa seguinte, ainda sem data definida.

“Neste momento, é prematura dar uma avaliação detalhada do levantamento das restrições desse setor [comércio]”, assinala o documento.

Flórida (EUA)

O governador da Flórida, Ron DeSantis, anunciou ontem que vai formar uma força-tarefa para analisar a possibilidade de retomar algumas atividades a nível estadual, mesmo com as infecções pelo novo coronavírus em escalada no estado.

“Buscaremos conselhos e ideias de pequenas empresas, restaurantes, empresas de turismo e empresas recreativas para perguntar-lhes qual é a melhor opção para resolver o problema econômico”, declarou o governador.

Toda a Flórida está sob uma ordem de confinamento obrigatório que mantém todos os negócios não essenciais fechados e as pessoas em suas casas, com possibilidade saída apenas para comprar mercadorias, trabalhar em casos especiais e fazer exercícios.

Fonte: R7

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️