F1 – Mercedes diz ser improvável que tenham corrigido todos os problemas com os pneus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A Mercedes foi poupada em Barcelona dos problemas de bolhas nos pneus que afetaram sua corrida anterior em Silverstone, mas o estrategista-chefe James Vowles avisa que é improvável que o problema tenha sido resolvido de uma vez por todas.

A Mercedes perdeu da Red Bull de Max Verstappen no Grande Prêmio do 70º aniversário da F1, no qual Lewis Hamilton e Valtteri Bottas lutaram com o desgaste dos pneus na pista de alta velocidade de Northamptonshire.

Não houve tais problemas em Barcelona domingo passado, onde Hamilton retomou suas vitórias, uma vitória alcançada em parte graças ao trabalho fundamental conduzido pela Mercedes para resolver seus problemas com os pneus.

“Claramente após Silverstone, houve muito foco no pneu, na gestão dos pneus e no superaquecimento que tivemos durante a corrida, incluindo as bolhas”, explicou Vowles no relato da corrida da Mercedes no YouTube.

“Tínhamos apenas alguns dias para resolver isso, e claramente você não vai mudar o carro drasticamente entre esses dois eventos.”

Embora a Mercedes esteja confiante de que seu trabalho árduo aliviou suas preocupações, validar todas as suas mudanças em uma pista diferente ainda pode gerar algumas surpresas negativas.

“Barcelona é um pouco diferente, é uma pista com maior força aerodinâmica, temos uma asa maior do que em Silverstone, mas fora isso você não muda fundamentalmente o design do carro”, acrescentou Vowles.

“Então, você trabalha com o que tem, que é o acerto de carro e gerenciamento dos pneus.”

“Destacamos que houve algumas áreas em que não éramos muito bons em Silverstone se tivéssemos que voltar lá, mas o problema é que, sem correr no mesmo circuito e nas mesmas condições, você não pode validar isso.”

“E quando fomos para Barcelona, fizemos alguns ajustes no acerto do carro e algumas mudanças em como iríamos abordar o fim de semana e usar os pneus.”

“Estou feliz em dizer que foi feito um trabalho incrível em apenas alguns dias, realmente valeu a pena durante o curso da corrida.”

“Estávamos controlando os pneus, tal como Verstappen, mas quando precisamos de um pouco de desempenho, ele estava lá e disponível. E Lewis conseguiu ganhar um décimo de cada vez nos pontos-chaves da corrida.”

“E realmente, pagou dividendos. Para Valtteri, que estava seguindo os outros dois no ar sujo durante a maior parte da corrida, isso torna o superaquecimento ainda pior, mas ele foi capaz de realmente trazê-lo para casa, andar bem no tráfego, e até mesmo ficar dentro de um possível undercut sobre Verstappen.

“É uma mudança incrível de onde estávamos apenas sete dias antes.”

Ainda assim, o estrategista-chefe da Mercedes ressaltou as circunstâncias muito diferentes que prevaleceram na Espanha e, portanto, permanece cauteloso no futuro.

“Agora, a realidade é: os problemas foram resolvidos? É improvável. A situação que aconteceu em Silverstone é diferente da que vivemos em Barcelona.”

“Temos que continuar aprendendo; temos que continuar melhorando. Mas o que estou feliz em informar é que as condições que tivemos em Barcelona foram das mais difíceis este ano.

“Foi tão quente e sufocante na pista e a realidade por trás disso é que estivemos bem nessas condições e temos de continuar a melhorar e a seguir em frente.”

Para ativar legendas em português
2 – Clique no ícone da engrenagem
3 – Clique em Legendas/CC (1)
4 – Clique em Traduzir automaticamente
5 – Escolha Português

Fonte: https://www.autoracing.com.br/

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️