baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sábado, 31 de Outubro de 2020

Gado em pé terá benefício fiscal para pecuaristas da região Noroeste de Mato Grosso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A resolução Conselho de Deliberativo dos Programas de Desenvolvimento de Mato Grosso (Condeprodemat) garantido percentual de 50% de crédito outorgado nas operações próprias de saída interestadual de gado em pé, no Programa de Desenvolvimento Rural de Mato Grosso (Proder) para pecuaristas dos municípios de Aripuanã, Colniza e Rondolândia foi publicado no Diário Oficial do Estado

Desta forma, a região que tem produção considerável na pecuária – cerca de 390 mil cabeças de gado, continua sendo competitiva ao realizar o abate do produto no estado vizinho.

“Esta ação aprovada no Condeprodemat é muito importante porque dá competitividade para que os produtores rurais continuem investindo em seus negócios, gerando emprego e renda na região, e tenham rentabilidade”, afirma César Miranda, secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso.

Os produtores rurais dos três municípios precisam deslocar por cerca de 700 quilômetros para abater o gado dentro de Mato Grosso, no município de Pontes e Lacerda. É mais viável que abatam o gado em um município de Rondônia que fica a 60 quilômetros da região.

Para ser competitivo, o Estado de Mato Grosso tinha um convênio com o governo de Rondônia para reduzir a alíquota de ICMS em 50%, que foi finalizado com a reformulação dos benefícios fiscais feita no final de 2019.

Fonte: sonoticias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️