Governo de Mato Grosso recua para encerrar greve

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O secretrio de Estado de Educao, Marco Marrafon, apresentou, no final da manh desta tera-feira (5), aos representantes dos professores e servidores da rede estadual de ensino, em greve desde 31 de maio, uma proposta de conciliao, com a inteno de finalizar o movimento paredista. Os servidores da Educao esto em greve pela Reviso Geral Anual (RGA) de 11,28%, pela realizao de concurso pblico e contra as Parcerias Pblico-Privadas (PPPs). A proposta do Governo tem como principais pilares a constituio de um calendrio de realizao do concurso pblico reivindicado e o recuo com relao s PPPs, afastando-as da conduo pedaggica das escolas. No entanto, quanto RGA, Marrafon no foi alm do que j est aprovado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT) e que portanto j tem fora de lei. Trata-se do reajuste de 7,36% em trs parcelas: 2% em setembro, 2,68% em janeiro de 2017 e 2,68% em abril de 2017. Os 3,92% restantes sero pagos em duas parcelas: junho e setembro de 2017. “Temos limites fortes em relao ao dilema oramentrio”, reiterou o secretrio. No entanto, segundo ele, vai manter o dilogo com a categoria. “Esta a forma mais democrtica para resolver a questo”, disse, aps a reunio com o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Pblico de Mato Grosso (Sintep-MT). Marrafon destacou que a proposta do Governo foi entregue formalmente e espera uma deciso da categoria, que nesta segunda-feira (4) decidiu em assemblia geral manter a greve, diferentemente de pelo menos outras sete carreiras do Estado, que, mediante a aprovao do projeto da RGA na AL-MT, voltaram ao trabalho. Segundo Marrafon, “as revindicaes esto sendo tratadas com o devido respeito e legitimidade”. Mas, segundo ele, preciso encontrar uma sada, que contemplo a categoria e a capacidade oramentria do Executivo. Devido greve, os alunos esto h 1 ms sem aula. O secretrio demonstrou preocupao com isso. “Importante dizer que os estudantes tm direito fundamental de estudar e temos todos que zelar por isso”. Aps a reunio, o presidente do Sintep, Henrique Lopes , disse que a categoria vai ficar, em viglia, em frente Secretaria de Estado de Educao (Seduc), para pressionar o Governo. “Ns esperamos que esta semana seja positiva, que tenhamos uma proposta concreta, que seja minimamente aceitvel, para podermos por fim greve”, comentou o sindicalista. Ele avaliou a reunio como propositiva.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️