baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020

Governo de MT e agentes prisionais não se entendem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

No houve acordo entre os agentes prisionais e o governo do Estado em audincia de conciliao na tarde desta quarta-feira (6) no Tribunal de Justia de Mato Grosso. Aps sair da greve que havia iniciado em 31 de maio, a categoria continua a reivindicar, no Judicirio, 11,28% da Reviso Geral Anual (RGA). Na greve, os agentes suspenderam as visitas nas unidades prisionais de Mato Grosso, o que gerou revolta dos detentos. Uma srie de atentados foram registrados na capital e interior, como a queima de nibus e disparos contra casas de servidores da segurana pblica. Os atentados geraram um clima de terror e descontrole. Pressionados por esta situao, os agentes saram da greve, mas no desistiram do reajuste. A audincia desta tarde da ao de dissdio coletivo, proposto pelo Sindicato dos Servidores Penitencirios do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT). Foi coordenada, por 2 horas, pelo desembargador Hildebrando Coelho Neto. Mas, ao final, sem acordo entre as partes. “Ns j espervamos que seria assim, que os representantes do governo do Estado iriam defender o seu lado e ns defendemos a recomposio integral de 11.28%, a qual no foi acatada por eles”, lamentou o presidente do Sindspen-MT, Joo Batista, na sada da audincia. Prximos passos O assessor jurdico do Sindspen-MT, Carlos Frederick, que tambm estava presente na audincia, explicou os prximos passos do processo. “A partir de agora abre-se um prazo de 30 dias para o Estado contestar e justificar o porque no pode conceder a recomposio integral, depois vai para o Ministrio Pblico dar parecer e por fim, vai para sesso plena do Tribunal de Justia, onde faremos a sustentao oral do processo e ento o relator emitir o seu voto e os demais desembargadores decidiro”, disse Frederick, informando que o tempo estimado para todo esse processo de aproximadamente 45 dias. “Eu acredito que nesse prazo j estar tudo definido e esta negativa por parte do governo do Estado esta dentro do que imaginvamos, mas afirmamos que no iremos desistir e vamos at o fim para garantir esse direito dos servidores penitencirios”, finalizou. Ao Gazeta Digital, Frederick disse que a expectativa da categoria que o TJ conceda a RGA integral e no 7,36%, como prope o Executivo. A RGA de 7,36% agora lei, j aprovada pela Assembleia Legislativa. O restante da RGA ser paga parcelada em 2017. Por parte da Secretaria de Estado de Gesto (Seges), esta a proposta que o Governo tem para fazer e vai aguardar a finalizao do processo. Profisso desgastante O salrio inicial do agente prisional gira em torno de R$ 2.588. Em final de carreira, chega a R$ 7 mil, aps 30 anos de servio. “ um salrio muito ruim, para uma das profisses desgastantes. Quando o cara aposenta, s na base dos remdios”, diz o presidente do Sindispen-MT, Joo Batista. Socioeducativo Aps mais de 30 dias em greve pela recomposio da RGA, os servidores do sistema socioeducativo de Mato Grosso decidiram, em assemblia geral, na manh desta quarta-feira pelo encerramento do movimento. “Tendo em vista de que muitas categorias retornaram da greve e iro a partir de agora brigar na justia por esse direito, ns do sistema socioeducativo tambm entendemos dessa forma e resolvermos colocar fim ao movimento grevista e retornar a normalidade das atividades nas unidades do Estado", explicou o presidente do presidente do Sindicato da Carreira dos Profissionais do Sistema Socioeducativo do Estado de Mato Grosso (SINDPSS), Paulo Csar de Souza. Na assemblia, tambm ficou definido durante a assembleia, que a comisso que esteve a frente desse movimento grevista ir se estabelecer como comisso permanente na luta pelo socioeducativo de Mato Grosso em aes futuras propostas pelo SINDPSS/MT.

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️