baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sábado, 23 de Janeiro de 2021

Governo retoma obras da Zona de Processamento de Exportações em Mato Grosso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A ordem de serviço para a retomada das obras da Zona de Processamento de Exportações (ZPE) de Cáceres (217 quilômetros de Cuiabá) deve ser assinada pelo governador Mauro Mendes (DEM), na próxima quinta-feira. O anúncio foi confirmado pelo gestor estadual após reunião que tratou do Plano de Trabalho para a região, ontem à tarde.

Também participaram da reunião a secretária-executiva e o coordenador do Conselho Nacional das ZPEs, Thaise Dutra e Leonardo Rabelo de Santana, respectivamente; os secretários Mauro Carvalho (Casa Civil), César Miranda (Desenvolvimento Econômico) e Celso Banazeski (adjunto de Indústria, Comércio, Minas e Energia); e os deputados estaduais Valmir Moretto e Luís Amilton Gimenez.

“No dia 20 de fevereiro o governo estará dando ordem de serviço para reiniciar a obra e vamos tomar uma série de providências que está sendo deixada como lição de casa pelo Ministério da Economia. Isso tudo para tornar esse sonho uma realidade pelos próximos meses, para o bem de Mato Grosso”, afirmou Mendes.

Mauro relatou que a Zona de Processamento de Exportações de Cáceres foi criada há mais de 30 anos e, até o momento, “muito pouco ou quase nada foi feito”. “A ZPE é Em Cáceres, mas ela é de Mato Grosso, e será importante para que possamos ter mais competitividade nas exportações do nosso Estado”, assegurou.

Para o secretário César Miranda, a obra trará um salto para o desenvolvimento não só da região Oeste, mas de todo o Estado. “O Governo de Mato Grosso irá focar no desenvolvimento regional. Acredito que a ZPE localizada em Cáceres tem um potencial enorme para atrair investimentos voltados para a exportação”, declarou.

Conforme o secretário adjunto Celso Banazeski, a medida anunciada pelo governador mostra que a gestão tem dado “enorme importância” e priorizado a continuidade das obras.

As Zonas de Processamento de Exportação caracterizam-se como áreas de livre comércio com o exterior, destinadas à instalação de empresas voltadas para a produção de bens a serem comercializados no exterior. Elas são consideradas zonas primárias para efeito de controle aduaneiro. As empresas que se instalam em ZPE têm acesso a tratamentos tributário, cambiais e administrativos específicos.

Em Mato Grosso, a ZPE dará a possibilidade de abertura para o mercado internacional. De acordo com a legislação vigente, 80% do que as indústrias produzirem no local poderá ser exportado e 20% deverá ficar no mercado interno.

Fonte: Redação Só Notícias (foto: assessoria)

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️