Gramado da Arena Pantanal recebe atenção especial aproveitando interrupção do Mato-grossense

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Os dois dias seguidos de chuva em Cuiabá podem contribuir ainda mais com o tratamento que o gramado da Arena Pantanal está passando neste período de paralisação de jogos por causa da pandemia mundial do Coronavírus. A secretaria Adjunta de Esportes e Lazer sob coordenação de Jeférson Carvalho está aproveitando a interrupção do Campeonato Mato-grossense da Primeira Divisão para melhorar a qualidade da grama do campo, que ano passado foi muita prejudicada com a praga e fungos.

O último jogo oficial no estádio palco de jogos da Copa do Mundo de 2014 foi o clássico envolvendo Dom Bosco e Cuiabá, que venceu de virada de 5 a 1 pela última rodada da primeira fase do Estadual. Com a paralisação, a coordenadoria responsável pela manutenção da Arena Pantanal decidiu dar uma atenção especial ao gramado, que já começava a apresentar novamente o problema com a praga conhecida como tiririca.

Contudo, o tratamento foi interrompido por três dias por causa do furto de fiação de alta tensão da subestação da Arena Pantanal. Sem energia no local, onde funciona a própria Secretaria de Esportes, não foi possível realizar a irrigação.

Jeférson Carvalho ressaltou ainda que por falta de água a grama começou a apresentar novamente uma coloração amarela, mas que já está se recuperando com a volta da irrigação diária e com a chuva dos últimos dias na capital mato-grossense.

“A paralisação veio até em boa hora para melhorarmos a condição do gramado da Arena Pantanal. O tratamento nunca cessou, mas agora sem os jogos oficiais podemos dar um retoque melhor. Normalizando tudo, com a retomada dos jogos do Campeonato Mato-grossense, a grama estará em perfeita condição para as equipes atuarem num campo impecável”, disse Carvalho, ressaltando que o furto da fiação de alta tensão já foi comunicado e registrada na Polícia Civil, que está investigado o caso.

Fonte: A Gazeta (foto: assessoria/arquivo)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️