Homem chega para trabalhar e encontra filho enforcado em oficina

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Um adolescente de 13 anos, nome não divulgado, foi encontrado morto por enforcamento mecânico, dentro da marcenaria do pai no início da tarde desta quinta-feira (23) no bairro Jardim Popular, em São José dos Quatro Marcos (310 km da Capital).

O corpo foi encontrado pelo pai do garoto por volta das 13h, dentro da oficina, que fica no quintal da casa da família.

De acordo com a testemunha, o adolescente e o irmão estavam brigando na hora do almoço por causa de um celular. Tanto ele (o pai) quanto a mãe chamaram a atenção do garoto e mandaram que ele fosse para a oficina, já que tinha acabado de almoçar.

Cerca de meia hora depois, ao terminar de comer, o pai foi à marcenaria, momento em que estranhou as portas fechadas.

Chamou o filho, mas ninguém respondeu, então ele entrou, percebeu a porta do banheiro trancada, bateu e chamou pelo menor novamente, mas não teve resposta. Ao olhar para o lado encontrou o filho esganado por uma corda presa ao teto.

O pai explicou ainda que nesse momento ficou desesperado, procurando uma ferramenta para soltar o menino, então achou uma ‘segueta’ (serrinha) e cortou a corda.

Tentou fazer respiração boca a boca para reanimar o filho, mas não conseguiu.

Vizinhos chamaram a Polícia Militar (PM) para atender a ocorrência.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi acionada e peritos compareceram ao endereço para analisar o local onde o corpo foi encontrado e colher informações técnicas.

Em seguida, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia e confirmação da causa da morte.

A Polícia Civil, responsável pela investigação da ocorrência, acompanhou todo o trabalho da perícia, ouviu preliminarmente os pais do adolescente, e aguarda o laudo que será emitido nos próximos dias para confirmação das circunstâncias do caso.

Peça ajuda

O CVV (Centro de Valorização da Vida) tem realizado em Cuiabá, todas às quintas-feiras, reuniões com sobreviventes ao suicídio e seus familiares. Assim como parentes de pessoas que se mataram.

Também passaram a serem gratuitas as ligações feitas ao número 188. Canal de atendimento 24 horas

Mais de um milhão de atendimentos anuais são realizados por 2.000 voluntários pelo telefone 188, pessoalmente (nos 80 postos de atendimento) ou pelo www.cvv.org.br via chat, Skype e e-mail.

Fonte: ReporterMT

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️