Homem que atirou em direção aos policiais civis é autuado em flagrante em Juína

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Juina News

O delegado de polícia doutor Romildo Nogueira da Fonseca Junior autuou em flagrante delito um homem que atirou em direção aos policiais civis durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão na manhã de hoje, na cidade de Juína/MT.

A ocorrência aconteceu na Rua São Mateus do Sul, bairro, módulo – 5, quando a polícia civil foi cumprir um dos mandados de busca e apreensão. Quando chegaram no local, os policiais verbalizaram por um certo tempo para que o homem abrisse a porta, mas o morador não abriu, e depois de insistirem e não serem atendidos tiveram que arrombar a porta e o morador efetuou um disparo em direção aos policiais que atingiu a porta.

Segundo o investigador Cleber Figueiredo a situação não se agravou porque os policiais que estavam no local são experientes e caso revidasse a injusta agressão teriam acertado o casal que estava na casa. O homem que atirou foi imobilizado e preso, ele disse que achava que eram bandidos e resolveu atirar.

Na residência dele duas armas de fogo espingardas calibres 28 e 36 foram encontradas sendo uma registrada e outra com registro de furto em Colíder justamente a que ele disparou em direção aos agentes.

O alvo das investigações é Jeferson Bach enteado de Salio Nobile de Oliveira que efetuou o disparo, porém ele não foi encontrado em nenhuns dos endereços das buscas.

Mais tarde, Jeferson se apresentou espontaneamente na delegacia de polícia e prestou esclarecimentos e como não havia nenhum mandado de prisão ele foi ouvido e liberado.

O homem que atirou não tem passagem na polícia e muito menos estava sendo alvo das investigações, ele foi autuado em flagrante por crime de posse ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio contra os policiais civis.

Após os procedimentos policiais, ele deverá ser levado para o CDP, e aguardará uma decisão judicial.

As investigações continuam e a polícia quer saber o paradeiro de arma de fogo onde Jeferson aparece num vídeo divulgado num aplicativo de mensagens em que ele se exibe com o armamento.

Como anunciamos em reportagem anterior, os mandados de busca e apreensão foram representados ao judiciário pelo delegado de polícia doutor Marco Bortolotto Remuzzi após investigação da polícia civil em desfavor de Jeferson.

 

Fonte: Juinanews

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️