Homicídios em Juína e região preocupam a polícia militar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Os crimes de homicídios são os que mais refletem tanto no cotidiano das pessoas quanto no trabalho da polícia militar. Em janeiro de 2019 foram registrados 14 homicídios e em janeiro deste ano, até agora, são 13 homicídios registrados na regional de Juína, MT, pelas autoridades policiais, índices que acenderam um alerta.

Para o Tenente Coronel Alex, comandante do 20º Batalhão da Polícia Militar, que pertence ao Comando Regional 8, há uma preocupação com esses crimes, pois na maioria das vezes são homicídios que acontecem de forma muito violenta, sem chance de defesa a vítima ou da Polícia Militar fazer alguma ação para inibir tais crimes.

“Em primeiro momento a gente pode dizer que há uma preocupação com esses índices em relação aos crimes de homicídios, que é um dos crimes que causam maior preocupação, por que acontecem na maioria das vezes de forma violenta e suas circunstâncias. Por hora os índices estão dentro da meta que a secretaria de segurança pública nos coloca, pois temos que manter os índices ou diminuir, por isso estamos adotando novas ações para inibir que esses crimes aconteçam, ajustes internos de natureza administrativa, e efetivo, serviços, operações, enfim, mas mesmo assim, fica difícil controlar, pois os crimes são cometidos de várias formas e a polícia militar não consegue coibir todos, pois há alguns que são cometidos no calor da emoção, muito rápido”- explicou Alex.

O último homicídio que foi registrado no município aconteceu na última terça-feira, dia 29, no bairro São José Operário em Juína, onde dois homens numa motocicleta escura se aproximaram da vítima, Antônio Silva Nunes, vulgo “Maranhão”, e efetuaram vários disparos de arma de fogo na região da cabeça e rosto e em seguida fugiram.

Na mesma semana, na madrugada do dia 27 de janeiro, Valdinei Magalhães Ribeiro, 42 anos, assassinou a tiros Everaldo Martins De Jesus, de 46 anos de idade em uma praça do bairro Módulo 5, onde o suspeito teve a prisão em flagrante convertida em preventiva e foi encaminhado para o CDP.

Outros crimes desse tipo foram registrados não só em Juína, mas em diversas cidades da região, que pertence ao Comando Regional 8. Em Juruena, um homem foi morto a tiros enquanto pilotava uma motocicleta. Em Colniza uma mulher foi assassinada e um casal foi morto na cidade de Aripuanã, crimes que aconteceram em uma única semana.

“Temos trabalhado para evitar esse tipo de crime, mas temos que fazer uma análise mais abrangente do por que estão acontecendo esses crimes, todas as circunstâncias que o cerca, mas também junto à polícia civil, que nos ajudam na solução e elucidação destes crimes, portanto temos que analisar diversos contextos”- pontuou o comandante.

 

Fonte: Juinanews

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️