IFMT produz até 2,5 mil litros de álcool 70% por semana

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O prefeito Emanuel Pinheiro fez uma visita, nesta segunda-feira (30), ao laboratório do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), campus Bela Vista para acompanhar a execução do projeto de produção de álcool 70%, realizado pela instituição. O projeto, que tem capacidade de produção de até 2,5 mil litros por semana, recebe o apoio da Prefeitura de Cuiabá e demais parceiros e o montante produzido será destinado ao abastecimento de todas as unidades de saúde do Município e também direcionada à Secretária de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, para o atendimento à população carente de Cuiabá.

“Vim conhecer de perto o laboratório onde estamos produzindo em parceria, álcool 70% para higienização de todas as unidades de saúde, unidades básicas, upas, policlínicas, saúde da família, pronto-socorro, hospital, as repartições públicas em funcionamento emergencial, as unidades de assistência social, os Creas, os albergues e abrigos que cuidam da população em situação de rua, em um trabalho conjunto com a Defensoria Pública para proteger essas pessoas que estão mais vulneráveis neste momento. Enfim, onde pudermos atender para garantir a higiene da população cuiabana nesse combate ao novo Coronavírus. Eu agradeço ao Instituto Federal na pessoa do diretor e professor Deiver e ao CRQ que colocaram estes talentos e todo o conhecimento à disposição da população cuiabana”, pontuou o prefeito de Cuiabá.

De acordo com o diretor do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) – campus Bela Vista, professor doutor Deiver Alexandre, a unidade está com suas atividades paralisadas neste período de isolamento social para combate a proliferação do novo Coronavírus. Por isso, todos os esforços estão direcionados para a produção da solução de álcool etílico com formulação de 70% para higienização pessoal e superfícies.

“Estamos nos planejando e organizando, de acordo com a nossa capacidade de produção. A gente não tem nada estabelecido ainda sobre até quando vamos produzir, na verdade, enquanto tiver matéria prima, disposição e enquanto precisar, vamos produzir. Nós temos vários servidores de várias formações já trabalhando no projeto que já reúne cerca 15 voluntários entre servidores do campus Cuiabá – Bela Vista, e membros das entidades parceiras. E temos muitos que querem participar”, comentou o diretor.

A estimativa é que a produção alcance 2 mil litros de álcool 70% por semana, podendo chegar a 2, 5 mil. O Conselho Regional de Química (CRQ) está fornecendo os produtos químicos necessários para a confecção do antisséptico e amparo técnico na produção e análise dos produtos.

“Eu acompanho desde o processo de formulação, juntamente com a colega Aline, até o envase. Então eu entrego o produto pronto para a equipe que faz a distribuição. A diferença do álcool em gel para o álcool 70%, do ponto de vista sanitizante, é nenhuma. Os dois tem uma concentração de 70% de álcool. Estamos usando o álcool etílico para qualquer uma das formulações. A diferença é a viscosidade. O álcool em gel é mais fácil de administrar nas mãos, tem menos perca, escorre menos pelas mãos. O álcool 70 é usado mais para higienização de superfície, mas em função da falta do componente utilizado para fazer o álcool em gel 70%, estamos produzindo o álcool 70%”, explicou a fiscal sanitária do Município, cedida para acompanhar o projeto e convidada para acompanhar a produção pelo CRQ, Gicelle Gomes.

A Prefeitura de Cuiabá colabora com insumos (garrafas plásticas, entre outros). O Campus Cuiabá – Bela Vista, liderado pelo diretor-geral Deiver Teixeira colabora com uma equipe de servidores (professores e técnicos) registrados para a manipulação e análise química do produto, além do espaço físico e a logística de distribuição.

A iniciativa também conta com o apoio das empresas Marajá, Água Mineral Buriti, RG Solution, Safras Indústria e Comércio de Biocombustível, Maxvinil e Gráfica SinalTEC.

Fonte: reportermt

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️