Intestino preguiçoso: tudo que você precisa saber

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O intestino preguiçoso, além da constipação, pode causar distensão abdominal e dor ao evacuar. Trata- se de uma alteração na peristalse que, normalmente, não é de causa grave.

Intestino preguiçoso é o termo que se refere àquelas pessoas que tendem a ter uma digestão lenta e que geralmente sofrem de prisão de ventre. Ou seja, ele se manifesta com uma alteração do trânsito intestinal, mais lenta que o normal, causando fezes mais duras e dificuldade de evacuar.

Na verdade, o intestino preguiçoso é um sintoma que pode ter várias causas. Está relacionado, por exemplo, ao estilo de vida sedentário e a uma dieta inadequada e pobre em fibras. Ele também pode ser decorrente de alguma patologia intestinal. Trata-se de um distúrbio muito comum.

O fato de não ser capaz de evacuar corretamente pode causar problemas de saúde e bem-estar. Por isso, neste artigo, explicamos tudo que você precisa saber sobre o intestino preguiçoso e como tratá-lo.

Em que consiste o intestino preguiçoso?

Como já mencionamos, o intestino preguiçoso é caracterizado pelo fato de que os músculos desse órgão se movem de forma mais lenta e fraca do que o normal. Isso torna o trânsito das fezes muito lento, tornando-as mais consistentes e duras.

Quando isso ocorre, é normal que haja prisão de ventre. A pessoa que sofre desse problema pode não conseguir evacuar e, ao fazê-lo, pode sentir dor. Podem ocorrer, inclusive, lesões no ânus ou no reto. Além disso, o intestino preguiçoso é acompanhado por inchaço e gases abdominais.

Mulher com intestino preguiçoso
O intestino preguiçoso envolve estados de prisão de ventre que fazem com que seja difícil evacuar normalmente.

Em alguns casos, podem surgir hemorroidasdevido ao esforço feito para tentar evacuar. De fato, é comum que essas pessoas tenham uma maior sensação de saciedade e até mau hálito pela manhã devido aos gases intestinais.

Leia também: 10 alimentos benéficos para quem tem intestino delicado

O que causa o intestino preguiçoso?

Na maioria das vezes, essa situação é provocada por causas não patológicas, como a idade. É mais comum em pessoas mais velhas do que em jovens.

O sedentarismo tem uma grande influência, e é um dos fatores de risco mais importantes para o desenvolvimento do intestino preguiçoso. O exercício faz com que todo o nosso corpo seja ativado e que, pelo próprio movimento, nosso intestino funcione naturalmente.

Por outro lado, a alimentação também é fundamental. Ter uma dieta pobre em fibras e líquidos aumenta muito as chances de sofrer com essa condição.

É importante ressaltar que certos medicamentos estão associados a esse problema, pois podem causá-lo como um efeito colateral. Os laxantes, por exemplo, estimulam o intestino; se forem consumidos de forma prolongada, o peristaltismo se acostuma e acaba ocorrendo o efeito contrário.

Peristalse
Quando o peristaltismo é afetado, diminuindo a sua velocidade, podemos falar de intestino preguiçoso.

Embora menos frequente, o intestino preguiçoso também pode ser um sintoma de uma doença metabólica ou de uma lesão nervosa. Ocorre quando um dos nervos responsáveis ​​por estimular o movimento desse órgão é afetado, como, por exemplo, após uma lesão na medula espinal.

Você pode gostar de saber: Como curar a prisão de ventre sem laxantes convencionais

O que fazer para resolver esse problema?

A primeira coisa a fazer diante de um problema de saúde como este é consultar um médico. Certamente, ele recomendará certas mudanças em sua dieta ou estilo de vida que possam ajudá-lo a resolver o distúrbio naturalmente.

Primeiro, é importante introduzir mais alimentos ricos em fibras na dieta, como frutas e vegetais. Além disso, recomenda-se reduzir o consumo de laticínios e alimentos processados. Também é importante beber muita água, entre 1,5 e 2 litros por dia.

Junto com a dieta, você deve adicionar mais exercícios físicos à sua rotina diária. Só pelo fato de caminhar uma hora por dia você já poderá notar uma melhora. Alguns especialistas recomendam mudar a postura ao ir ao banheiro para facilitar a evacuação das fezes. Você pode, por exemplo, tentar ficar de cócoras.

No caso de ainda precisar de laxantes, o ideal é usar laxantes naturais. O chá verde ou algumas frutas, como o kiwi, podem ajudar. Os enemas também são uma possível solução, mas devem ser usados ​​sob orientação médica.

Embora o intestino preguiçoso geralmente tenha uma causa fisiológica e possa ser tratado com pequenas modificações, se você não notar melhoras é bom consultar um médico. Ele poderá solicitar os exames pertinentes e investigar se há alguma causa mais grave por trás do distúrbio.

Fonte: R7

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️