Irmão de Obama diz que votará em Trump para presidente dos EUA

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O meio-irmo do presidente Barack Obama, Malik Obama, diz que votar no candidato republicano Donald Trump nas eleies presidenciais dos Estados Unidos, em novembro, por gostar do empresrio nova-iorquino e por estar infeliz com a liderana de seu irmo. Malik, com mais de 50 anos, disse Reuters por telefone a partir da cidade ancestral de Obama, em Kogelo, oeste do Qunia, que ele apoia as polticas de Trump, especialmente seu foco em segurana. — Ele tem um apelo para mim e tambm acho que ele realista e fala com sinceridade e no est tentando ser politicamente correto. Ele simplesmente direto. Seis inverdades ditas por Trump e o que acham seus eleitores Malik, um cidado norte-americano, mora em Washington desde 1985 e trabalhou em vrias empresas antes de se tornar um consultar financeiro independente. A posio de Trump contra muulmanos que entram nos EUA foi compreensvel at para muulmanos igual a ele, disse Malik. — Eu sou um muulmano, claro, mas no se pode ter pessoas atirando contra pessoas por a e matando em nome do Isl. Ele criticou o histrico do presidente Obama na Casa Branca, dizendo que seu irmo no havia feito muito pelo povo americano e sua famlia estendida, apesar das grandes expectativas que acompanharam sua eleio em 2008, ambas nos EUA no Qunia. Os dois aparentemente se distanciaram, mas j haviam sido prximos. Malik j visitou o presidente no Salo Oval e tambm foi padrinho no casamento de Barack Obama. Comea hoje conveno que consagrar nomeao de Hillary Clinton na disputa pela Casa Branca A eleio de Obama criou muito entusiasmo no Qunia, especialmente em na vida de Kogelo onde seu pai nasceu antes de ir estudar na Universidade do Hava. Obama visitou Nairbi, na primeira visita de um presidente em exerccio dos EUA a um pas do leste africano, em julho do ano passado, e prometeu visitar mais frequentemente quando deixar o cargo. Malik defendeu seu direito de criticar seu irmo, citando liberdade de expresso.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️