Jornalista morre após atear fogo no próprio corpo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A jornalista russa Irina Slavina ateou fogo no próprio corpo durante um protesto isolado em frente a um escritório do Ministério do Interior, na cidade de Nizhniy Novgorod. De acordo com a BBC, ela morreu.

O corpo da mulher, encontrado pelas autoridades locais, apresentava queimaduras graves. A polícia suspeita de que o suicídio tenha sido provocado por motivos ideológicos.

Isso porque, horas antes de morrer, Irina teria feito uma publicação no Facebook, na qual dizia: “Eu peço a você que culpe a Federação Russa pela minha morte”.

Ela também havia revelado que a polícia havia vasculhado sua casa em busca de documentos que a ligassem ao grupo pró-democrático Open Russia. As autoridades não emitiram declaração sobre a morte da jornalista.

Irina era editora-chefe de um site de notícias chamado Koza Press. No Twitter, ela foi homenageada por colegas de trabalho.

Fonte: METRÓPOLES

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️