Juara – Mato Grosso
Sábado, 24 de Fevereiro de 2024

Ataque de abelhas próximo da zona urbana de Juara matou dois cães e feriu pessoas. Veja Vídeo do ataque

Uma nuvem de abelhas Europa atacou pessoas e animais de um sítio próximo da zona urbana de Juara, na tarde desse dia 24, causando a morte de um cachorro da raça Pit Bull e outro da raça Pinscher, além de promoverem picadas em pessoas, que residem no local.

O proprietário não estava no Sítio, que fica cerca de 4km da zona urbana, na hora do ataque, mas a esposa estava com 03 crianças de 01, 05 e 08 anos e só conseguiram evitar as ferroadas, porque se abrigaram em quartos dentro da casa.

De acordo com informações obtidas pela reportagem da Rádio Tucunaré e Acesse Notícias, com exclusividade, o ataque aconteceu por volta das 14 horas e 20 minutos e uma das pessoas atingidas recebeu cerca de 14 picadas.

Em Juara esse tipo de ataque de abelhas Europa tem ocorrido em fazendas, mas dentro da zona urbana com essa intensidade é uma situação rara.

Após o incidente, as pessoas foram em busca de tratamento no hospital Municipal de Juara pelo mal estar devido os ferimentos e veneno das abelhas

Esse comportamento acontece em alguns tipos de abelha do tipo Apis mellifera, quando elas não estão satisfeitas com o local da colônia e saem em busca de um novo local. Quando o enxame é grande os ataques são prejudiciais.

Seja pela falta de alimento, pela alteração do clima ou até pela necessidade de dividir grupos, esses inteligentes insetos não hesitam em partir. “Essas abelhas mudam frequentemente, se deslocando em nuvens. Dessa forma o enxame voa ao mesmo tempo para aumentar a proteção contra predadores e também como estratégia para proteger a rainha”, assim explica a especialista em abelhas Yara Roldão.

Durante essa viagem as abelhas fazem pausas para descanso, que normalmente acontecem em troncos de árvores ou em lajes, em áreas mais urbanas. Esse “descanso” dura algumas horas, até que todos estejam preparados para alçar voo novamente.

Os sintomas após a picada variam entre a vermelhidão e até óbito, a depender do caso e da rapidez para atendimento.

Qualquer movimento brusco, barulho, vibração ou cheiro pode causar irritação nelas, que atacam a primeira vítima que tiver pela frente.

No caso de poucas picadas, o quadro clínico pode variar de uma inflamação local até uma forte reação alérgica, o que também é conhecido como choque anafilático. No caso de múltiplas picadas pode ocorrer também uma manifestação tóxica mais grave e, às vezes, até mesmo fatal.

Primeiros Socorros

Sem a possibilidade de atendimento médico imediato, recomenda-se proceder conforme o descrito abaixo:

– Retirar imediatamente os ferrões para evitar que todo o veneno seja injetado na vítima. Para isso, não utilize o dedo ou pinça, a fim de não comprimir a bolsa de veneno. Recomenda-se retirar os ferrões com o auxílio de uma lâmina de canivete ou faca, raspando cuidadosamente rente à pele;

– Lavar abundantemente os locais atingidos com água corrente, sem esfregar a pele para não espalhar mais rapidamente o veneno;

– Aplicar bolsas de gelo no local das picadas para diminuir o inchaço;

– Aplicar no local das ferroadas, sem esfregar, uma pomada com antialérgico e analgésico para amenizar as dores;

– Nos casos de pessoas alérgicas e nos pacientes que não estão passando bem, procurar atendimento médico com urgência.

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br