Juara – Mato Grosso
Terca-Feira, 20 de Fevereiro de 2024

Em Juara mulher engana comerciante para conseguir ir bem vestida da 29° Expovale.

A festividade do Vale do Arinos destaca o esforço das pessoas em se vestirem bem no evento mais esperado do ano, a Expovale, mas um incidente tornado público em redes sociais, expõe falta de ética de algumas pessoas em busca por trajes ideais as custas do prejuízo de comerciantes que trabalham duro para viver.

A 29ª edição da Expovale, a maior festa do Vale do Arinos, não apenas traz consigo celebrações e diversão, mas também um foco marcante na vaidade e nas vestimentas. Durante esse evento, a busca por trajes impecáveis ganha uma nova dimensão, onde todos, especialmente os jovens, se empenham em adquirir roupas novas e sapatos para brilharem na ocasião. Entretanto, a luta por um visual perfeito nem sempre é acompanhada por comportamentos éticos exemplares.

Nas redes sociais, o caso de uma mulher, apelidada de “madame” pelos internautas, se tornou o centro das discussões. Ela foi flagrada pegando um saco de roupas em condicional de uma loja da cidade, e a noite, na abertura da festa, apareceu usando um deslumbrante vestido para desfilar na festa e posar para fotos. Contudo, a reviravolta veio no dia seguinte, quando a mesma cliente apareceu na loja com a justificativa de que o vestido não havia caído bem e ela desejava trocá-lo por outro, a fim de experimentá-lo em casa, assim como fez com o primeiro.

O acontecimento chamou a atenção não apenas pela audácia da ação, mas também pela falta de ética envolvida.

A dona da loja em questão, estava presente na festa e acompanhava atentamente as redes sociais de suas clientes. Ao perceber a mulher estava usando o vestido “condicional “, a comerciante logo suspeitou que a cliente estava pretendendo efetuar a compra. Porém, para surpresa e decepção, a cliente não manifestou intenção alguma de pagar pelo vestido. Usou e voltou a loja para devolve-lo alegando não ter gostado da roupa.

A comerciante, visivelmente desapontada com o comportamento da cliente, decidiu compartilhar o incidente, mas sem mencionar nomes. Seu objetivo é alertar seus colegas de profissão a ficarem atentos às artimanhas e espertezas de algumas pessoas que tentam se aproveitar da situação, prejudicando não apenas os negócios, mas também a integridade ética da relação entre lojistas e clientes.

Esse incidente serve como um lembrete de que, mesmo em meio à empolgação e aos preparativos para eventos festivos, é essencial manter uma postura ética e respeitosa.

A busca pela aparência perfeita não deve ser uma justificativa para a falta de integridade, e ações como essas podem ter repercussões tanto para os envolvidos quanto para a reputação do comércio local. Portanto, enquanto os olhos se voltam para a festa, também é importante manter um senso de ética e responsabilidade.

Fonte: Rádio Tucunare e Acesse Noticias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br