Juara – Mato Grosso
Terca-Feira, 09 de Agosto de 2022

Justiça nega absolvição de acusado de matar um funcionário na Fazenda Sombra do Bacuri em Juara

O acusado de matar um funcionário no alojamento da Fazenda Sombra do Bacuri do pecuarista João Batista Raizer, localizada na Linha Rodolfo Ferro, município de Juara teve o pedido de absolvição pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso, e deverá ir a júri popular.

O Tribunal de Justiça negou o pedido para absolver sumariamente o principal o acusado de assassina a tiro, o funcionário, Rubens Roseno Lopes de 53 anos, que levou um tiro de espingarda calibre 32, no alojamento da referida Fazenda acima citada.

A vítima foi atingida por um disparo e chegou a ser socorrida, mas faleceu antes de chegar ao hospital municipal, em janeiro de 2019.

Após a Justiça de Juara decidir mandar a júri popular o acusado, a defesa recorreu, pedindo a reforma da decisão para que o réu fosse absolvido “sumariamente”. A justificativa para o pedido é de que o homicídio foi cometido “sob o manto da excludente de ilicitude da legítima defesa”. O advogado do suspeito também pediu, subsidiariamente, a exclusão de uma das qualificadoras e a absorção de porte ilegal de arma para posse irregular de arma de fogo, já que o local onde a espingarda foi apreendida, segundo a defesa, poderia ser considerada a casa do suspeito.

Nenhum dos pedidos, no entanto, foi aceito pelos desembargadores do Tribunal de Justiça. Para o relator do recurso, Gilberto Giraldelli, “só se licencia a almejada absolvição sumária pelo reconhecimento da legítima defesa, como excludente de ilicitude, diante de sua comprovação inconteste, ou mais do que isso, de sua inequívoca certeza. Havendo qualquer dúvida a respeito, por menor que seja, deixa-se a palavra final ao Conselho de Sentença do Tribunal do Júri, juízo natural e constitucional dos crimes contra a vida”.

Segundo registrado no boletim de ocorrência, uma testemunha relatou que o principal suspeito de cometer o crime chegou alcoolizado no alojamento fazendo barulho e acelerando uma motocicleta. A vítima teria saído para ver o que estava ocorrendo e, nesse momento, foi atingida pelo disparo.

Os funcionários relataram ainda, que ao lado de Rubens foi encontrada uma arma (calibre não divulgado) e uma faca. A vítima foi velada e sepultada em Juara. O acusado foi preso e segue na cadeia pública do município.

Fonte: Da redação acessenoticias/radiotucunare/sonoticias

Com muito ❤ por go7.site

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.