Juara – Mato Grosso

20 de junho de 2024 14:07

[dataehoranews]

Segurança pública nas escolas e combate a fake news foi tema da audiência Pública com autoridades e comunidade em Juara

Câmara de vereadores de Juara se reuniu com poder público (Executivo Municipal), Policia Militar e Civil, Conseg e outras entidades com a participação da sociedade para uma audiência pública que aconteceu no Plenário Daury Riva, na noite desta quinta-feira, dia 13 de abril de 2023.

A finalidade dessa audiência pública foi debater assuntos pertinentes a segurança pública nas escolas estaduais, municipais e creches da cidade, em virtude do alarme sobre a questão da violência no âmbito escolar, fato este que vem causando um grande número de evasão escolar nos últimos dias por causa do medo dos pais em mandarem seus filhos para a escola, tudo em virtude das notícias falsas que estão sendo espalhadas nas redes sociais.

Durante o evento, promotoria cível de Juara, Dr. Herbert Dias Ferreira representante do Ministério Público (1ª Vara Civil) da Comarca falou da  disseminação de notícias falsas que vem assolando a população e colocando pânica nas famílias, professores e estudantes, e foi enfático em dizer que isso é crime, e qualquer pessoas que for descoberto praticando esse tipo de ato  poderá ser punido no rigor da lei, e que isso já vem acontecendo, após a investigação da Polícia Civil, e a regra valerá tanto para menores como para os maiores imputáveis que serão responsabilizados, e quanto aos menores, eles deverão responder por  atos infracionais graves.

O prefeito Carlos Sirena, o comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar, Tenente Coronel Alex Fontes e o delegado de Polícia Judiciária Civil, Dr. Carlos Henrique foram categóricos em tranquilizar a população, pais, alunos e sociedade em geral ressaltando que a segurança pública vem sendo feita sim na cidade, e que não há nenhum registro de atos de terrorismo e violência nas escolas de Juara e região, e nem mesmo no Estado de Mato Grosso, a não ser fatos corriqueiros.

Contundo, a Polícia Militar estabeleceu um cronograma para que viaturas com Policiais Militares façam rondas ostensivas na escolas, e por parte do Poder Executivo Municipal dará suporte para que as escolas municipais recebam aparatos de segurança, como elevação do muro, portões com travas eletrônicas, e outras medidas.

Já a Polícia Judiciária Civil fica com parte investigativa, e caso os meliantes que vivem distribuído vídeos fake ou notícias falsas, se assim descobertos serão punidos no rigor da lei.

Após o uso da palavra por parte das autoridade, foi aberta a palavra para que pessoas presente pudessem expressar suas opiniões fazer questionamentos.

A maioria dos que usaram a palavra, entre representantes de escolas e entidades solicitar que as políticas constituídas para garantir a segurança nas escolas públicas e privadas da cidade venham impedir ataques violentos em unidades escolares do município.

Também foi cobrada a responsabilidade dos pais para que eles acompanhem mais de perto a educação do seu filho e fiscalize conversas, bem como que ele tem no celular, bem como quem são suas companhias.

Com relação às escolas estaduais, a responsabilidade ficará por conta do governo estadual, e é importante salientar que o governador Mauro Mendes já anunciou a instalação de câmeras de monitoramento em todas as unidades.

A presidenta da Câmara de vereadores, Sandy de Paula disse que a partir de agora o Legislativo municipal irá fiscalizar se realmente todas as medidas serão tomadas por parte do poder público e das direções escolares.

Fonte: Radio Tucunaré/ Acesse Noticias /Soan de Barros

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br