Jucá marca votação de abuso de autoridade para depois do recesso legislativo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Presidente da comisso em que tramita o projeto de abuso de autoridade, o senador Romero Juc (PMDB-RR) acabou cedendo presso dos colegas senadores contrrios ao projeto e remarcou, nesta tera-feira, 12, a votao da matria apenas para depois do recesso legislativo, em agosto. A proposta, que de 2009, voltou pauta de votaes aps orientao do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) que reforou, por mais de uma vez, sua inteno de votar o projeto at essa semana. A proposta chama ateno por muitos pontos coincidirem com reclamaes de parlamentares que so investigados na Operao Lava Jato. Para acelerar a tramitao do projeto, Renan enviou a matria para a recm-instalada Comisso de Regulamentao da Constituio, da qual Juc o presidente. A proposta recebeu carter terminativo, ou seja, se fosse aprovada pelo colegiado, que conta com apenas nove senadores, poderia seguir diretamente para a Cmara, sem a necessidade de passar pelo crivo do plenrio do Senado. Na manh desta tera, Renan recuou da deciso e a Mesa Diretora do Senado acabou colocando a matria em tramitao normal. Ainda assim, a ideia de que o projeto passasse apenas por uma comisso no agradou os senadores, que demonstraram interesse de que a matria fosse mais discutida, especialmente na Comisso de Constituio e Justia. Antes mesmo da chegada de Juc, os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Antonio Anastasia (PSDB-MG), Ricardo Ferrao (PSDB-ES), Simone Tebet (PMDB-MS) e Ana Amlia (PP-RS) j conversavam sobre seu posicionamento contrrio ao projeto e articulavam para segurar a tramitao da proposta. Durante a reunio, Juc chegou a sugerir que o projeto tivesse vista coletiva de um dia e voltasse para a pauta de votao j amanh. Insatisfeitos com a sugesto, todos do grupo pediram a palavra para falar contra a tramitao expressa do projeto. ‘Essa uma matria carregada de controvrsia. Considero inconveniente essa matria tramitar dessa forma. No estamos indo por um bom caminho‘, disse Ferrao. ‘Trata-se uma matria sobre a qual no legislamos h 51 anos. Ela precisa ser legislada, mas preciso que haja o debate‘, argumentou Randolfe. Apenas o senador Fernando Collor se posicionou a favor do projeto e de sua tramitao breve. Ciente da clara maioria que tinha contra ele, Juc acabou cedendo e remarcando a votao. O senador agendou nova reunio para 16 de agosto, aps o recesso legislativo do Congresso.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️