Luciano Huck vira alvo de guerra bolsonarista na web

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O apresentador Luciano Huck virou alvo das redes bolsonaristas após se solidarizar com outro foco das redes de ódio, o youtuber e influenciador digital Felipe Neto.

Na tarde desta quarta-feira (28/7), a hashtag #TodosContraLucianoHuck havia sido compartilhada em quase 100 mil postagens no Twitter com críticas a Huck, alcançando o topo de postagens da rede social. Os ataques incluíam até acusações de complacência com a pedofilia por parte do apresentador.

Entre bolsonaristas que compartilharam ataques ao apresentador, estão o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo; a deputada Carla Zambelli (PSL-SP); o assessor especial da Presidência da República Arthur Weintraub, irmão do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub; e a deputada Major Fabiana (PSL-RJ), entre outros.

Sérgio Camargo postou uma sequência de fotos do apresentador com políticos e afirmou que o global, provável candidato à Presidência da República em 2022, não resolverá o problema da desigualdade com “esse monte de gente branca”, referindo-se ao ex-ministro Sergio Moro, o deputado Aécio Neves, o governador de São Paulo, João Doria ou o empresário Eike Batista, todos retratados em fotos ao lado do apresentador.

Já a deputada Carla Zambelli acusou o apresentador de adotar o “relativismo moral esquerdista” e lembrou um pedido de desculpas público de Huck por uma camiseta infantil de sua grife estampada com a seguinte frase: “Vem ni mim que to facin”, insinuando que o apresentador promoveu a ideia de tolerância com a pedofilia.

Huck reagiu aos ataques. Também pelas redes sociais ele disse que vai se indignar sempre que houver injustiça e cobrou explicações sobre quem financia a disseminação de ódio nas redes.

“Vamos nos indignar sempre que houver injustiça. Hoje somos nós o alvo das redes antissociais, que disseminam ódios. A quem interessa tanta mentira? Quem as promove? Quem financia robôs e trolls? Maldizer quem pensa diferente, além de antidemocrático, é covarde. Saímos mais fortes, porém”, considerou o apresentador.

A postagem que desencadeou os ataques contra Huck foi feita na terça-feira (27/7). Ele se solidarizou com Felipe Neto, classificando as críticas ao influenciador como “covardia”, “bullying” e “desrespeito”. “Goste-se ou não dele, temos de defender quem renova o debate público”, disse o apresentador em postagem no Twitter.

Fonte: LUCIANA LIMA DO METRÓPOLES

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️