baner topo1
Juara – Mato Grosso
Quinta-Feira, 05 de Agosto de 2021

Mais de 130 mil já foram vacinados contra a Covid em Mato Grosso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Das 249 mil doses de vacinas contra a Covid-19 que Mato Grosso recebeu, 136 mil já foram aplicadas. Os dados são do Ministério da Saúde e mostram que, até o momento, 95 mil pessoas já receberam pelo menos uma dose dos imunizantes. No total, 41 mil receberam a segunda dose das vacinas no Estado.

Cuiabá é o município que mais vacinou. Até agora, das 48,7 mil doses que recebeu, a capital já aplicou 39 mil (80% do total). Várzea Grande aparece na sequência com a aplicação de 6,9 mil doses (46,2% do total recebido). Na sequência estão as cidades de Rondonópolis com 9,9 mil (78%), Barra do Garças com 3,8 mil (42%), Campinápolis com 2,7 mil (30%), Sinop com 6,5 mil (81%), Cáceres com 2,8 mil (58%), Sorriso com 3 mil (94%) e Tangará da Serra com 2,3 mil (55%).

A maioria das doses aplicadas no Estado é da fabricante chinesa Sinovac. Das 136 mil doses já utilizadas em Mato Grosso, 111 mil são da Coronavac e outras 25 mil são da Astrazeneca.

Entre a população vacinada no Estado, a maioria é do sexo feminino, com 91 mil doses recebidas, correspondendo a 67%. Homens receberam 45 mil doses, 33% do total. Trabalhadores de saúde formam o grupo mais numeroso entre os imunizados no Estado, com 96 mil doses recebidas. Indígenas (18,4 mil) e pessoas com mais de 80 anos (16,7 mil) aparecem em seguida.

A previsão é que hoje ou amanhã Mato Grosso receba mais 28,8 mil doses contra Covid destinadas também para idosos acima de 75 anos.

Conforme Só Notícias já informou, Mato Grosso apresenta situação gravíssima na pandemia de coronavírus. No total, 96% das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) estão ocupadas.

O governo deve avaliar, nos próximos dias, os primeiros resultados do decreto que passou a vigorar, na última quarta-feira, para tentar conter aglomerações e evitar mais casos positivos e redução na ocupação das UTIs, com comércio podendo funcionar até às 19h (exceto os de atividades essenciais), toque de recolher a partir das 21h e multa de R$ 500 para pessoas e de R$ 10 mil para empresas que descumprirem as decisões.

Fonte: Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria)

Com muito ❤ por go7.site