Mato Grosso assume primeiro lugar na geração de emprego no país

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Mato Grosso encerrou agosto gerando mais vagas de trabalho. Foram 28,6 mil contratações e 24,7 mil demissões, que resultaram em um saldo de 3,9 mil novos empregos com carteiras assinadas. O balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados foi divulgado, esta tarde, pelo Ministério da Economia.

A construção civil foi a grande impulsionadora do resultado positivo alcançado em agosto. O setor gerou 1.177 vagas a mais, saldo de 3.594 contratações e 2.417 demissões. O comércio aparece em seguida, com 1.169 novos postos de trabalho e um volume de 9.274 formalizações e 8.105 desligamentos.

O setor de serviços gerou 970 novas vagas, ao contratar 8.426 trabalhadores e demitir 7.456. Na indústria, foram gerados 574 novos postos de trabalho, saldo de 4.787 admissões e 4.213 dispensas. Já o setor agropecuário contratou 2.616 profissionais, desligou outros 2.571 e terminou o mês com 45 empregos a mais.

Com o resultado obtido em agosto, Mato Grosso assumiu o posto de estado que mais gerou vagas de trabalho, em 2020. Até agora, já são 12,9 mil novos postos. O Pará, que registrou 12,2 mil, aparece na segunda colocação. São Paulo, por outro lado, extingiu 279 mil vagas e registra o pior desempenho.

No Brasil, o resultado geral, em agosto, foi positivo. Foram geradas 249 mil empregos a mais. Foi o segundo mês com resultado positivo, uma vez que, em julho, foram abertos mais de 131 mil novos postos. Entretanto, o saldo de 2020 ainda é negativo e o país acumula a perda de 848 mil empregos com carteiras assinadas.

Fonte: sonoticias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️