baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020

Mato Grosso registra redução de casos de suicídios em 2020

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Mato Grosso registrou uma redução do número de óbitos autoprovocados em 2020. A informação foi divulgada durante o III Encontro Intersetorial de Prevenção ao Suicídio, transmitido virtualmente nesta quinta-feira (10.09), em consonância com o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio, ocasião que promoveu o debate público sobre o tema.

De março a agosto de 2019, foram notificadas 3,6 mortes para cada 100 mil habitantes do Estado. Considerando o mesmo período de 2020, a média foi de 2,3 notificações – uma queda de 1,3.

Neste contexto, o Estado aderiu à meta nacional que visa à redução em 10% da mortalidade por suicídio no Brasil até 2020. O país integra o Plano de Ação em Saúde Mental lançado pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), que considera o período de 2015 a 2020, cujo objetivo é monitorar as notificações de óbito e desenvolver programas de prevenção ao suicídio.

“O evento e a campanha têm o propósito de articular os setores e instituições envolvidas nesta temática da Promoção da Vida e Prevenção ao Suicídio, de forma a intervir nas taxas de mortalidade por suicídio ou de lesões autoprovocadas. O nosso Estado fez adesão às diretrizes da agenda do Ministério da Saúde, que tem como meta a redução da mortalidade por suicídio no Brasil”, enfatizou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, durante a abertura do evento.

Contudo, a análise da efetividade das ações desta agenda será feita em 2021, visto que a pandemia alterou drasticamente os índices de mortalidade.

A psicóloga da Coordenadoria de Promoção e Humanização da Saúde, Mestre e Doutora em Psicanálise, Daniela Bezerra, explica que, mesmo com a queda no número de óbitos, as notificações por tentativas de suicídio e mortes ligadas a essa causa ainda são alarmantes.

“Os dados de mortalidade diminuíram, mas os dados da lesão autoprovocada continuaram aumentando e vem sendo um aumento progressivo. Sabemos que a violência doméstica e o feminicídio aumentaram bastante na pandemia, fator que tem relação com os índices de tentativa de suicídio. As taxas de mortalidade e lesão autoprovocada estão ligadas a muitos fatores, como a qualidade de vida da população”, disse a especialista.

Sobre o Setembro Amarelo, Daniela também reforçou que “a campanha não está necessariamente em diálogo direto com a pessoa em sofrimento psíquico, mas principalmente com os profissionais da Saúde e com as demais áreas da sociedade para levar o entendimento sobre a temática, que é intersetorial”.

Dados epidemiológicos

Em território nacional, cerca de 11 mil pessoas tiram a própria vida anualmente; essa é a quarta maior causa de morte no país. Em Mato Grosso, a média de notificações de óbito está entre 200 e 222 por ano.

Foram notificados casos de suicídio em quase todo o território mato-grossense, sendo que a maior concentração das ocorrências está na região da Baixada Cuiabana – com 26,6% do total das notificações do Estado.

A área técnica ainda informou que o Balanço Epidemiológico com todos os dados relacionados às notificações por óbito autoprovocado em Mato Grosso estará disponível em breve.

O III Encontro Intersetorial de Prevenção ao Suicídio foi realizado pela Coordenadoria de Promoção e Humanização da Saúde da SES. O evento contou com o apoio da Secretaria Adjunta de Comunicação (Secom), Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Covepi), Coordenadoria de Ações Programáticas e Estratégicas (Coapre), Escola de Saúde Pública do Estado de Mato Grosso (ESP-MT), Escritórios Regionais de Saúde e Superintendência de Gestão Regional da SES.

Para conferir a íntegra do evento virtual, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=jvv0Ttm_mS8

Fonte: Reporter/MT

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️