baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020

Morre Sabina Ganzer, a primeira técnica de enfermagem de Juína

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A nova geração não pode conhecer uma grande profissonal técnica em enfermagem como Sabina Ganzer, que dedicou grande parte da sua vida para cuidar do próximo e amava o que fazia. Por muitos anos Sabina trabalhou no hospital municipal e foi uma profissional exemplar, e com as dificuldades da época cumpriu seu papel cuidados dos pacientes internados.

Sabina que faleceu no último  domingo (23), por volta das 15h, era umas das pioneiras do município. Há 41 anos morando em Juína, dedicou parte desse tempo a saúde, trabalhando no hospital municipal.

Hoje, durante velório amigos e familiares conversaram com o site Juína News e discorreram o legado deixado por Sabina.

Olinda Serafin, conhecida como Olindinha, que era vizinha e tinha uma amizade de 40 anos com Sabina, ressaltou o legado que a profissional deixa, de sempre trabalhar com garra, sendo um exemplo a ser seguido. “Sabina deixou um legado tremendo pra nós, como pioneira aqui em Juína na enfermagem, como enfermeira número 1 e vamos sentir muita falta dela. Uma mulher guerreira, eu como vizinha dela acompanhei toda a trajetória dela e o legado que ela nos deixou é um exemplo para nós”.

A secretária de saúde, Leda Villaça, que no inicio dos anos 90 trabalhou com Sabina enalteceu a forma como a profissional trabalhava, sempre tratando com carinho as pessoas, uma mulher a frente do seu tempo. “A Sabina sempre teve uma forma de trabalhar muito diferenciada, muito dedicada. Em toda sua atuação ela era sempre muito cuidadosa com as pessoas, e é uma pessoa que tem que ser mirada como exemplo e uma mulher a frente do seu tempo. Com certeza Deus tem um lugar muito bom reservado para ela”.

Visivelmente emocionada, a técnica de enfermagem, que trabalhou com Sabina, Bernadete da Silva Santos, que ainda exerce sua função há mais de 30 anos fez questão de demonstrar o quanto a profissional era especial para toda equipe. “Para nós ela era uma pessoa muito especial, foi uma professora para todos nós, uma guerreira, uma vencedora e só boas lembranças ela vai deixar”.

De Vilhena veio Sirlei Hensuchi, sobrinha de Sabina. Ela disse que a tia sempre prestou grandes serviços a comunidade de Juína, sempre de forma amorosa. “Tia Sabina sempre prestou grandes serviços a comunidade como enfermeira, uma pessoa do coração muito grande, muito amorosa com os outros, então ela nos deixou esse legado de bondade, de sempre ajudar o próximo e família. Uma pessoa muito dedicada mais com o próximo do que consigo mesma”.

Sabina Ganzer tinha 79 anos, não era casada e não teve filhos.  Ela estava internada por alguns dias no hospital para tratar de uma infecção, depois foi pra UTI e morreu ontem (24) às 15h, após sofrer duas paradas cardíacas.

O velório está acontecendo na AME (Associação Ministério da Esperança) na entrada do Bairro São José Operário e o sepultamento foi  às 16:00h desta segunda-feira.

 

Fonte: Juinanews

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️