Mortes por covid-19 sobem na Espanha, mas não afetam flexibilização

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Uma criança dirige com um hoverboard passando pelas esculturas de touros do lado de fora da praça de touros de Las Ventas, depois que as restrições foram parcialmente levantadas para crianças pela primeira vez em seis semanas, após o surto da doença por coronavírus (COVID-19) em Madri, Espanha, 26 de abril de 2020. REUTERS / Sergio Perez

A Espanha registrou 325 mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, ante 301 do dia anterior, mas autoridades de saúde disseram que a epidemia está evoluindo favoravelmente enquanto o país se prepara para um alívio gradual da quarentena a partir da próxima semana.

O número total de mortes pelo vírus aumentou em 453, chegando a 24.275, informou o Ministério da Saúde, acrescentando que os casos adicionais ocorreram em dias anteriores na região da Galícia.

O número de casos diagnosticados aumentou em 2.144 nessa terça-feira (28), somando 212.917, o segundo maior índice do mundo depois dos Estados Unidos, acrescentou o ministério.

“A evolução que estamos vendo ainda é muito favorável e está alinhada com o que esperávamos”, disse o coordenador de Emergência em Saúde, Fernando Simón, em entrevista coletiva hoje (29).

O número diário de mortes caiu acentuadamente em relação ao recorde de 950 registrado no início de abril.

Simón afirmou que a reprodução ou taxa de transmissão do vírus, chamada de taxa “R”, ficou abaixo de 1 em quase todas as áreas do país.

O primeiro-ministro Pedro Sánchez anunciou ontem um plano, em quatro fases, para suspender uma das mais severas quarentenas impostas em reação à covid-19 na Europa, o que prevê o retorno à normalidade até o fim de junho.

Fonte: Agencia Brasil

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️