Juara – Mato Grosso

22 de junho de 2024 03:28

[dataehoranews]

O vilarejo dos EUA que baniu influencers que o invadiam para fotografar bosques no outono

Entrar na cidade de Pomfret, no estado americano de Vermont, é ficar impressionado de cara com sua beleza bucólica.

Do norte, a Howe Hill Road desce a colina em uma série de curvas suaves, cada curva revelando campos agrícolas verdejantes pontilhados de ovelhas ou áreas de floresta nas quais as folhas vermelhas e alaranjadas do outono agarram-se aos galhos.

Numa casa, uma árvore carregada de maçãs curva-se sobre um muro de pedra, com o topo de ardósia cheio de frutas em decomposição.

No início de outubro, mais da metade dos carros que circulavam nesta cidade de 900 habitantes tinham placas de fora do Estado.

Um deles, da Flórida, parou abruptamente em uma estrada com limite de velocidade de 72 quilômetros por hora, bloqueando uma das duas faixas. A razão? Tirar uma foto do silo de uma fazenda tendo como pano de fundo as folhas de outono.

Com apenas um punhado de empresas – uma loja de comércio geral, um centro de arte com uma galeria e um teatro e algumas fazendas de maçãs ou abóboras – Pomfret é geralmente um lugar tranquilo e despretensioso.

Mas, no outono, à medida que “observadores de folhas” de todo o mundo descem às colinas da região e chegam às pequenas cidades para testemunhar a sua folhagem caleidoscópica, tudo muda.

Até recentemente, o número de observadores de folhas visitando Pomfret era mais lento do que internet discada.

Mas desde que as imagens da Fazenda Sleepy Hollow, uma propriedade privada de 115 acres situada em uma estrada rústica, começaram a se tornar virais nas redes sociais há alguns anos, os moradores locais dizem que as coisas ficaram fora de controle.

Uma rápida busca no Instagram revela milhares de imagens da sinuosa estrada de terra que leva a uma elegante casa dos anos 1700 na Cloudland Road. Não é à toa que essa improvável fazenda ficou conhecida como um dos “lugares mais fotografados do Estado”.

“É um local lindo. É uma pena que tenha sido arruinado para todos”, disse Deborah Goodwin, coordenadora de exposições do Artistree Community Arts Center de Pomfret. “[Nos] últimos dois anos isso tem estado fora de controle. Os ônibus de turismo estavam simplesmente despejando… pessoas lá fora.”

Goodwin diz que os influenciadores das mídias sociais regularmente pulavam um portão coberto com placas de “Proibido invadir”, montavam vestiários para acomodar suas muitas trocas de fantasias, deixavam seus “carros urbanos” presos na estreita estrada de terra e deixavam resíduos corporais na beira da estrada.

“Foi ruim”, ela lembrou. “Os moradores foram até o [governo local] e disseram: ‘Não podemos mais permitir isso'”.

Durante a temporada de observação de folhas de 2022, as autoridades policiais transformaram temporariamente a estrada que passava por Sleepy Hollow em uma via de mão única.

Não foi suficiente para impedir que os turistas se comportassem mal. Neste ano, os residentes locais tentaram uma abordagem diferente: financiamento colaborativo.

Em um apelo no GoFundMe, uma equipe de organizadores escreveu: “[Temos] experimentado um aumento sem precedentes de ‘influenciadores’ turísticos alimentados pelo Instagram e pelo TikTok… [que] danificaram estradas, sofreram acidentes, exigiram reboque para fora de valas, pisotearam jardins, defecaram em propriedades privadas… e agrediram verbalmente moradores.”

Até o momento, o pedido arrecadou 103 doações e arrecadou US$ 16.068.

Como resultado, as autoridades municipais votaram pelo fechamento das estradas que levam à fazenda durante o pico da temporada de folhagem de outono (23 de setembro a 15 de outubro) para não residentes, estimulando a ira dos viajantes que dirigiram até a área na esperança de capturar uma paisagem perfeita.

A maioria dos residentes de Pomfret enfatizou que não são antituristas; eles simplesmente querem que as pessoas tratem sua cidade natal com respeito.

Muitos expressaram ainda preocupações de segurança com os residentes de Cloudland Road, bem como com os próprios turistas.

De acordo com o xerife do condado de Windsor, Ryan Palmer, “esta não é uma estrada projetada para receber vários veículos. [Em 2021 e 2022] havia filas de trânsito ao longo da estrada e não era possível obter equipamentos contra incêndio ou a passagem de uma ambulância. Estava sobrecarregando a infraestrutura da área.”

As coisas eram diferentes na movimentada cidade vizinha de Woodstock, onde termina a Cloudland Road.

Lá, multidões de visitantes entravam e saíam de boutiques fofas, com suas vitrines decoradas com abóboras verrucosas. Do lado de fora do bar de coquetéis Au Comptoir, os clientes que esperavam pelas mesas se apoiavam nas paredes de pedra.

Nas calçadas da cidade, as pessoas paravam para tirar fotografias panorâmicas de edifícios imponentes erguidos pelos Rockefellers. Os restaurantes da cidade também estavam lotados.

No Woodstock Inn & Resort, só havia espaço nos restaurantes da propriedade para quem estava hospedado na pousada.

Ao contrário de Pomfret, Woodstock é uma cidade que prospera com o turismo e está equipada para lidar com isso.

Lori Crowningshield, gerente de varejo da loja principal da The Vermont Flannel Co na Elm Street, relatou que estava tendo o fim de semana mais movimentado do ano. Depois de um verão chuvoso que foi “muito difícil para todos”, ela explicou: “Nós realmente precisamos dos turistas aqui”.

Mas o que é bom para Woodstock não é necessariamente bom para Pomfret.

Num momento em que cidades como Veneza estão tão inundadas de viajantes que as autoridades estão querendo impor uma taxa turística aos visitantes, e quando os restaurantes da moda proíbem influenciadores e os seus telefones, Pomfret é apenas um dos muitos lugares ao redor do mundo que tentam conter turismo excessivo e lutar contra os hashtaggers – mas isso tem um custo.

De acordo com Palmer, os fechamentos de estradas de Pomfret não são apenas para a manutenção da lei; eles também são caros. Palmer calcula que os residentes de Cloudland Road pagaram uma conta de mais de US$ 10 mil para que as autoridades pudessem afixar sinais de fechamento de estradas e impor patrulhas – tudo isso atraiu mais gente para a cidade à medida que a notícia se espalhava.

Palmer espera que o drama de Pomfret seja resolvido. Os residentes apresentaram a ideia de criar um sistema de reserva ou de emissão de bilhetes para visitas a Sleepy Hollow, para ajudar a gerir o passeio turístico de uma forma mais responsável, mas ele diz que essa opção não está sendo seriamente considerada.

“Gostamos de receber turistas aqui, é uma grande parte da economia de Vermont e queremos que as pessoas desfrutem das belezas naturais, visitem os vendedores e as lojas”, disse ele.

“O importante é ter respeito pelas casas e propriedades das pessoas… Por favor, venha visitar, apenas seja respeitoso.”

Fonte: Por BBC

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br