baner topo1
Juara – Mato Grosso
Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020

Na reta final, Biden vai à Geórgia e Trump faz campanha em 03 estados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
U.S. President Donald Trump gestures toward Democratic presidential candidate former Vice President Joe Biden during the second and final presidential debate at the Curb Event Center at Belmont University in Nashville, Tennessee, U.S., October 22, 2020. Morry Gash/Pool via REUTERS

Faltando só uma semana para a eleição de 3 de novembro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o democrata Joe Biden cruzarão o país nesta terça-feira (27), um dia de campanha intensa que contará com a participação do ex-presidente Barack Obama.

Atrás de Biden em pesquisas nacionais de opinião, Trump fará comícios em três estados cruciais para sua esperança de reeleição – Michigan, Wisconsin e Nebraska – enquanto Biden viaja à Geórgia e Obama faz campanha em seu nome na Flórida.

A campanha presidencial de 2020 está sendo diferente de todas, já que a pandemia do novo coronavírus, que já matou mais de 225 mil norte-americanos, está impulsionando uma votação antecipada recorde. Mais de 64 milhões de pessoas já depositaram suas cédulas, o que se aproxima de metade do total de votos de 2016, de acordo com dados do Projeto Eleições da Universidade da Flórida.

O volume enorme de votos pelos correios pode exigir dias ou semanas para uma contagem, dizem especialistas. Não se trata de uma novidade no país – uma em cada quatro cédulas chegou às autoridades eleitorais assim em 2016 -, mas a modalidade está aumentando por causa da pandemia.

Alerta

Trump, que afirmou diversas vezes e sem provas, que a votação pelos correios está sujeita a fraudes, tuitou na segunda-feira (26): “Devemos ter o total final em 3 de novembro”. O Twitter assinalou a mensagem com um alerta, descrevendo o conteúdo do tuíte como “questionável” e potencialmente enganoso.

A incursão de Biden na Geórgia, um reduto republicano de longa data, é um sinal do otimismo de sua equipe na última semana de campanha.

Pesquisas mostram uma disputa acirrada ali, e uma vitória de Biden provavelmente seria um golpe duro nas perspectivas de Trump. O estado não apoia um democrata em uma eleição presidencial desde 1992.

Na segunda-feira, Biden disse aos repórteres que acredita que tem uma “boa chance” de levar a Geórgia. Ele fará um evento de tarde em Warm Springs e encerrará o dia com um comício vespertino na capital, Atlanta.

Com dinheiro de sobra, a equipe de Biden está anunciando na Geórgia há semanas. Obama, que se tornou um porta-voz de luxo de Biden na reta final, fez um comício em Miami no fim de semana e fará campanha em Orlando. Biden foi o vice de Obama durante oito anos.

Fonte: agencia brasil

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️