baner topo1
Juara – Mato Grosso
Terca-Feira, 01 de Dezembro de 2020

O que é a astenia de origem circulatória?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A astenia dificulta a vida do indivíduo, tornando suas tarefas diárias cada vez mais pesadas.

Astenia é o termo médico usado para fadiga. Vem do grego, onde a significa sem e sthenos significa forçaÉ caracterizada por uma fraqueza generalizada e prolongada do organismo. O que a diferencia da fadiga normal é que a astenia não ocorre após um esforço e não desaparece com o repouso.

É caracterizada por uma sensação de falta de energia e de motivação, de exaustão ou cansaço. A astenia pode causar perda de memória e diminuição da concentração.

É importante destacar que ela não é sinônimo de sonolência. Sonolência e apatia podem ser consequências do cansaço após um esforço ou falta de descanso. Quando a fadiga não é aliviada mesmo dormindo bem e mantendo níveis baixos de estresse, deve ser avaliada clinicamente.

Tipos de astenia

Em 50% dos casos de astenia, não há uma fraqueza muscular verdadeira. Ou seja, trata-se de um sintoma percebido pelo indivíduo. Portanto, metade dos casos é de origem psíquica. Geralmente é causada por uma depressão subjacente, ansiedade ou estado de estresse crônico. No entanto, os sintomas são muito reais. Eles podem tornar a vida da pessoa muito difícil.

Qualquer pessoa que sofra de astenia terá que se esforçar mais para manter a sua rotina. Trabalho, estudos, tarefas domésticas, etc., ficam complicados. No final, a motivação diminui consideravelmente.

Quando a astenia é orgânica, pode ser um sintoma de inúmeras patologias. Suas causas podem ser, entre outras:

  • Causas cardiovasculares: vamos nos concentrar nelas logo abaixo.
  • Infecções: qualquer infecção, como hepatite ou tuberculose, pode causá-la.
  • Causas neurológicas: como doença de Parkinson ou miopatias.
  • Câncer: tanto os tumores malignos quanto seu tratamento (quimioterapia e radioterapia) podem causar astenia.
  • Problemas endócrinos ou metabólicos: hipotireoidismo, diabetes, desnutrição, etc.
  • Causas hematológicas: a astenia é comum em pessoas com anemia ou leucemia.

Além disso, pode ser causada pela ingestão de toxinas. O consumo de álcool e até de alguns medicamentos pode provocar astenia.

Você também pode se interessar: Combata a fadiga muscular com 5 remédios naturais

Astenia cardiovascular

Astenia cardiovascular

astenia é comum em pacientes com insuficiência cardíaca. Na insuficiência cardíaca, o coração não bombeia sangue em quantidades suficientes. Como resultado, os músculos não recebem toda a energia que seria desejável.

Essas pessoas têm dificuldade para fazer esforços e até mesmo para desempenhar tarefas simples, como caminhar. Nestes casos, surge uma sensação de queimação. Além disso, a astenia também pode ser o resultado da pressão alta ou de algum distúrbio cerebrovascular.

No caso de insuficiência cardíaca, é importante que o paciente permaneça ativo. Para isso, mesmo que seja complicado, este deverá fazer exercícios físicos. Caminhadas, natação e até ciclismo são opções recomendadas. Se os sintomas forem acentuados durante o exercício, ele poderá ser interrompido. No entanto, uma vez recuperada, a pessoa deve continuar com a atividade.

Atualmente, existem Unidades de Reabilitação Cardíaca que ajudam os pacientes com insuficiência cardíaca a fazer maiores esforços progressivamente. Dessa forma, buscam manter a forma física e a saúde do paciente.

Não deixe de ler: 3 conselhos para lidar com a síndrome da fadiga crônica

Astenia neurocirculatória

Este é um tipo específico de astenia. Trata-se de um distúrbio psicossomático no qual predominam os sintomas cardiovasculares. Geralmente aparece em mulheres e em pessoas enfrentando altos níveis de estresse, desencadeando um desequilíbrio do sistema nervoso autônomo. Portanto, palpitações, taquicardia, dispneia e vertigem podem aparecer, juntamente com a dor precordial.

Quando a astenia é neurocirculatória, a origem é psicogênica. Portanto, embora os sintomas sejam predominantemente cardiovasculares, as doenças cardíacas não se desenvolvem. Quando o estresse ou a ansiedade desaparecem, os sintomas diminuem.

Diagnóstico

Para diagnosticar a astenia, o mais importante é fazer uma análise médica adequada. O profissional deve saber quais são os sintomas e quando exatamente eles se apresentam.

Exame de urina

Primeiramente, o ideal é fazer um exame de sangue e de urina. Técnicas de imagem como ressonância magnética ou ultrassom também podem ajudar. Os eletrocardiogramas também são amplamente utilizados. Todos esses exames ajudarão a encontrar a causa subjacente, se ela existir.

Conclusão

Como vimos, se você se sentir cansado e fraco continuamente, deve ir ao médico. Este pode ser um sintoma de uma patologia que você não conhece. Certamente, o médico irá ajudá-lo a descartar possíveis causas e estabelecerá um tratamento apropriado.

Fonte: R7

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️