Parte da população de Juara não acredita na pandemia e pelas redes sociais propaga fake news

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Além da periculosidade do vírus COVID-19 em todo mundo e a dificuldade das autoridades sanitárias em conter a disseminação da doença, que se mostra bastante contagiosa, o Brasil conta com a politização da doença, que tem como ícones, tanto o presidente da República quanto seus adversários.

Os constantes embates sobre a gravidade da doença e os medicamentos que deveriam ser usados no país, demissão de Ministros e outros fatos, levaram parte da população acreditar que a doença é apenas uma gripe leve, sem maiores consequências e pior, muitos sequer acreditam na existência do vírus e outros que acreditam, não concordam com os número de contaminados divulgados pelas secretarias de saúde em todo o Brasil e de forma generalizada.

Pelas redes sociais, sem nenhuma comprovação, apenas por suas convicções pessoais, motivados pela ideia da existência de uma “Conspiração” de cunho ideológico, propagam notícias falsas e acusações levianas contra gestores, acusando-os de inventar a doença ou agrava-la, unicamente com a intenção de receberem recursos do Governo Federal.

Em Juara é perfeitamente possível constatar esse tipo de discurso nas redes sociais, com ataques aos gestores, a imprensa que divulga os boletins e demais setores fiscalizatórios.

Alguns chegaram ao absurdo a postar: não vi os exames para ter certeza se a pessoa estava mesmo ou não com a doença.

Somente a família de um paciente pode autorizar ou não a divulgação de exames médicos de um paciente, porém motivados pelo embate político, propagam de forma irresponsável a insegurança entre os demais moradores.

Em entrevista rádio Tucunaré, a secretaria de saúde Sílvia Sirena disse que, dizer que esse vírus não circula no município, que os boletins epidemiológicos não são verídicos, a faz lamentar, pois “jamais, jamais e jamais, três vezes aqui, nós faríamos algo que não fosse verdade ou emitiríamos boletins epidemiológicos que não fossem verdade“, disse.

Sílvia disse que estão sim com muita cautela ao divulgar os boletins e até o dia primeiro de junho nenhum caso positivo estava internado.

Nós não estamos brincando“, concluiu.

Ouça a entrevista com a Secretaria Sílvia Sirena

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️