baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sexta-Feira, 04 de Dezembro de 2020

Polícia Civil de Juara prende um dos suspeitos de assassinato do pecuarista, Donizete Ferradura

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Na última sexta-feira dia 23 por volta das 21:30, quando retornava da fazenda na estrada que liga Juara  ao distrito do Jaú, zona rural do município, o pecuarista Donizete Reguine Gonçalves 57 anos, popular, Donizete Ferradura foi assassinado a tiros de arma de resolver.

No local, os investigadores encontraram um revolver calibre 38 estava ao lado do corpo da vítima, possivelmente usado para cometer o crime, e duas camionetes, sendo uma L-200 de cor preta placa QCI-7J34 Brasil e uma Caminhonete Chevrolet S-10 de cor branca placa NLF-8507.

O laudo de necropsia realizada pelo médico legista de Juara, Dr. José Carlos Braga Neto apontar que a vítima foi morta com três disparos de arma de fogo que perfurou várias partes da região da face e tórax.

A Polícia civil que já estava nas investigações, conseguiu prender um dos suspeitos de ter praticado o crime contra o pecuarista, Donizete Ferradura, que já se encontrava em outra cidade vizinha do Vale do Arinos, que após receber o contato da delegacia de Juara se apresentou perante seu  advogado de defesa.

O delegado de Polícia Judiciária Civil de Juara, Dr. Carlos Henrique que conduz o inquérito policial desse crime disse que assim que tomou conhecimento do fato e acionou os peritos criminais, foram colhidas as provas do local para perinecroscópico que são os exames complementares. Ele ouviu ainda outras pessoas que mesmo não tendo participação no caso prestaram informações importantes para o desmembramento do crime.

Segundo o delegado, o suspeito confessou autoria no fato e apresentou alguns elementos pelo qual teria levado a cometer o crime contra o pecuarista de Juara. Contudo, o delegado explica que a Polícia Judiciária Civil abstém nesse momento em prestar qualquer declaração para não atrapalhar o curso das investigações.

Quanto a arma de fogo encontrado no local do crime, o delegado também se absteve em falar e disse que assim como os demais elementos é alvo de investigação no inquérito,e no em um momento oportuno, após a juntada de todos os elementos de perquirição dos fatos serão divulgados para a imprensa por meios de informações concretas.

Ouça aqui  na íntegra a entrevista do delegado de Polícia Judiciária Civil de Juara, Dr. Carlos Henrique :

Fonte: radiotucunare/acessenoticias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️