baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sexta-Feira, 27 de Novembro de 2020

Polícia Civil evita que Juinense caia em golpe ao tentar vender carro na internet

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A cidade de Juína, no noroeste de Mato Grosso, tem sido palco de pessoas que sofreram golpes com compras e vendas de carro para estelionatário, sendo que recentemente um senhor comprou um veículo Corolla na cidade de Barra Do Bugres pagando adiantado uma quantidade de aproximadamente R$ 70.000. 00 e só depois descobriu que se tratava de um veículo produto de furto/roubo e acabou perdendo o carro e o dinheiro, assim como também uma moradora do distrito de Filadélfia que comprou um veículo em um site falso que se passava pelo site do DETRAN e também perdeu uma quantia de R$ 21.000.00, ficando com todo prejuízo.

Recentemente um morador da cidade colocou anunciou seu veículo Cobalt para venda, recebendo logo após uma ligação de um suposto comprador da cidade de Cuiabá, que se passava por um policial militar aposentado, e disse para o proprietário do veículo que tinha interesse, com o pagamento a vista.

Desconfiado da boa e rápida proposta, o proprietário do veículo procurou ajuda com o policial civil Dito Costa, onde o policial acionou seus contatos policiais na capital, inclusive com o policial que é um sargento e alegou que não tinha conhecimento da situação e ressaltou que dias atrás outra pessoa havia usado seu nome para compra de um outro veículo na capital federal Brasília,   tendo  seu nome usado pelo estelionatário e descobriu que se tratava de mais um golpe de quadrilhas especializadas em estelionatos.

De posse das informações, o policial Dito Costa, passou a monitorar toda a transação efetuada entre o proprietário do veículo e o estelionatário, que pediu os dados da conta bancária do vendedor do automóvel para um pré-cadastro, e supostamente faria então a transferência bancária com o valor pedido pelo proprietário que seria de aproximadamente R$ 33.000.00, e combinou que um “amigo” que se encontrava na cidade de Juara, viria até Juína para levar o automóvel que já havia sido “negociado”, entretanto, o policial Dito passou a monitorar as ligações, sendo que ao chegar em Juína, o suposto “amigo” do comprador, enviou via aplicativo de whatssap a localização de onde se encontrava próximo ao DETRAN, sem saber que estava sendo acompanhado pelo policial que deu voz de prisão e conduziu ele até à delegacia.

É notório que em todas as negociações desta natureza, sempre existe várias pessoas que participam e intermediam as compras e vendas, e sobre isso o policial Dito Costa ressaltou que existem quadrilhas especializadas em sites de vendas em forma de pirâmide, existindo uma central na capital Cuiabá que fazem uso de milhares de chips telefônicos para aplicarem golpes, e que costumeiramente  uma primeira pessoa faz o contato e inicia as negociações, a segunda pessoa sempre fica responsável em fazer a visita e concluindo o golpe.

Dito Costa ressaltou que é necessário as pessoas ficarem atentas ao postar fotos de vendas de veículos e tomar todos os cuidados na hora de fechar negócio, e também prestar atenção se a pessoa que fez o contato possui redes sociais, fotos de perfil no aplicativo whatssap e ter a segurança que está fazendo um negócio sem risco de cair em golpes, como foi o caso do juinense de hoje que por motivos pessoais colocou seu veículo a venda e por pouco não foi lesado pelos estelionatários.

O suspeito que foi preso e conduzido alegou que foi contratado para vir até a cidade de Juína, fazer uma checagem no veículo e  não permaneceu preso devido as “brechas” existentes na lei que não permitiu a prisão em flagrante, porém foi feito a qualificação dele e abriu-se uma investigação e possivelmente chegar no chefe da quadrilha.

O investigador Dito Costa finalizou dizendo que existem muitos casos na cidade de Juína, de outras pessoas que infelizmente caíram no golpe, e foram lesadas financeiramente ficando impossibilitadas de reaver os prejuízos, e orientou as pessoas que ao postar algo pra vender, que faça em um site seguro e de credibilidade.

Fonte: agencia brasil

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️