baner topo1
Juara – Mato Grosso
Domingo, 28 de Novembro de 2021

Acusado de estuprar e matar filha de 2 anos sorri durante audiência de custódia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
A imagem obtida pelo RepórterMT mostra o acusado esboçando um sorriso durante audiência de custódia

Francisco Lopes da Silva, preso na quinta-feira (04) após ser acusado de estuprar, torturar e matar a filha adotiva Maria Vitória Lopes dos Santos, 2 anos e 7 meses, demonstrou frieza e chegou a esboçar um sorriso durante a audiência de custódia, em Poconé (104 km de Cuiabá).

A mulher dele, Aneuza Pinto Ponoceno, também foi presa por participação no crime. Maria Vitória morreu na segunda-feira (8) depois de ficar quatro dias no Pronto-Socorro de Várzea Grande.

Na imagem obtida , Francisco aparece sorrindo durante a audiência realizada no sábado (06), na Vara Única do município onde a juíza Glenda Moreira Borges, converteu a prisão em flagrante em preventiva.

No depoimento concedido por Aneuza à Polícia Civil, ela contou que a criança era estuprada pelo menos duas vezes por semana pelo marido. Ela ainda detalhou que a menina chorava de dor e gritava: “Não, não, dói, dói”.

Além disso, a menor ainda era obrigada a desfilar nua e rebolar para “satisfazer a lascívia repugnante de Francisco”.

Maria Vitória também era agredida com corda de curral e privada de se alimentar.

O casal tinha a guarda provisória da criança quase 5 meses, após Mari Vitória e o irmão de 4 anos serem “abandonados” pelos pais biológicos.

Os dois vão responder por homicídio qualificado, maus-tratos, estupro de vulnerável e tortura. Ambos continuam presos.

Fonte: Reporter/MT

Com muito ❤ por go7.site