Juara – Mato Grosso
Domingo, 14 de Agosto de 2022

Mulher mata marido com facada na barriga para não ser espancada com rastelo

Um desentendimento entre um casal terminou com o homem, E.P. N., 52 Anos, morto no Pronto-Socorro do Hospital Municipal de Cuiabá (PSHMC), durante a noite desse domingo (21), após ser esfaqueado pela esposa dentro de casa, no bairro São José, em Nobres (121 km da Capital).

Um amigo da vítima socorreu E.P.N. e o encaminhou ao Hospital Laura Vicuña, onde recebeu os primeiros atendimentos, foi sedado e, segundo boletim de ocorrência, encaminhado com o quadro clínico estável à unidade de saúde da Capital, devido à gravidade do ferimento.

A testemunha ainda relatou que o paciente havia sido ferido pela esposa durante uma briga em casa.

O médico que atendeu E.P.N. no Laura Vicuña comunicou o fato à Polícia Militar (PM), que compareceu no hospital, porém, não conseguiu depoimento da vítima.

Os militares se deslocaram ao endereço do casal, onde encontraram a acusada, J. C. M., 34 anos. A mulher confessou a agressão, no entanto, alegou legítima defesa, já que segundo ela, o marido teria tentado agredi-la com um rastelo, momento em que teria se armado com a faca e atingido a vítima na região do abdômen.

A acusada ressaltou que era espancada frequentemente pelo marido e que na noite desse domingo reagiu e acabou ferindo a vítima.

J.C.M. foi detida e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil, onde a ocorrência, inicialmente, foi registrada como lesão corporal, porém, como o marido morreu posteriormente, a acusada vai responder por crime de homicídio doloso, quando o acusado age com a intenção de matar.

J.C.M. foi ouvida pelo delegado de plantão e mantida presa aguardando os procedimentos legais cabíveis ao caso.

Fonte: ReporterMT

Com muito ❤ por go7.site

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.