baner topo1
Juara – Mato Grosso
[dataehoranews]

Preço de vários cortes de carne no varejo ficam mais caros em Mato Grosso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) aponta que os consumidores estão pagando um pouco mais caro em determinados cortes de carne bovina, no varejo. A média é de 23, 90% se comparado março do ano passado. O coxão duro foi o que mais sofreu acréscimo, 37,26%. Ano passado era R$ 24,50 e foi para R$ 33,63.

O acém passou de R$ 18, 34 para R$ 24,52, o cupim de R$ 25,43 para R$ 32,46, ou seja 27,65% a mais. A capa do filé também subiu 32,92%. Estava ano passado em R$ 21,92, em média, e passou para R$ 29,13.  O do lagarto subiu 28,59% e passou de R$ 25,85 para R$ 33,24. A fraldinha que era R$ 26,53 foi para R$ 34,02, o que representa 28,22%.  

O corte que teve menor aumento foi do filé mignon, 7,98%, passando de R$ 49,78 para R$ 53,75, em média. O contra filé passou de R$ 35,40 para R$ 42,17, 19,12% a mais. 

Em fevereiro, de acordo acordo com o último levantamento do Imea, Mato Grosso abateu cerca de 350,57 mil cabeças de bovinos, dos quais, 202,88 mil eram machos e 147,69 mil, fêmeas. Esse volume representou um decréscimo de 4,53% da quantidade total no comparativo mensal, com os machos apresentando queda de 9,85%, enquanto as fêmeas tiveram acréscimo de 3,90%, também no mesmo período.

Fonte: Só Notícias/David Murba (foto: assessoria/arquivo)

Com muito ❤ por go7.site