Preço médio do litro da gasolina nos postos cai pela 10ª semana seguida

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O preço cobrado pelo litro da gasolina nos postos do Brasil caiu 1,9% e passou a ser vendido por, em média, R$ 4,40. Segundo informações divulgadas pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), trata-se da 10ª queda semanal seguida do valor do combustível aos consumidores.

Desde quando iniciou a sequência de baixas, na semana finalizada no dia 25 de janeiro, o valor médio do litro da gasolina já desabou 4,22%. No mês, o combustível ficou 2,9% mais barato em comparação com o preço médio de R$ 5,535 cobrado na última semana de fevereiro.

Leia mais: Gasolina no Brasil está entre as mais caras da América do Sul

Os dados da ANP refletem que os anúncios recentes de redução no valor do combustível nas refinarias em meio à queda dos preços do petróleo pela pandemia de coronavírus têm surtido efeito no bolso dos motoristas.

Com o novo valor médio cobrado pelo litro da gasolina, o ato de encher um tanque de 50 litros está R$ 9,70 mais em conta do que o valor que era pago há 10 semanas.

Apesar da queda, os motoristas ainda precisam ter atenção ao para o carro para abastecer, já que a variação entre os preços mínimo e máximo encontrados pela ANP nos postos pesquisados varia 67%, de R$ 3,52 a R$ 5,88.

Na análise por Estado, o Rio de Janeiro se mantém com o valor médio mais alto cobrado por cada litro de gasolina: R$ 4,933. Por outro lado, os motoristas do Amapá desembolsam R$ 3,578 por cada litro do combustível abastecido.

Gás de cozinha

Na contramão dos outros derivados do petróleo, o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), popularmente conhecido como gás de cozinha, subiu 0,2% na semana e fez com que os botijões de 13 kg fossem ofertados por, em média, R$ 70,07.

Ao longo da semana, a quarentena adotada em alguns Estados como medida de prevenção ao coronavírus provocou aumento acima do contabilizado pela ANP nos valores dos botijões.

No período de dez dias, as vendas no aplicativo Chama, que oferece comparação de preços de diferentes revendedores para consumidores de sete regiões metropolitanas, saltaram 35%.

Na mesma plataforma, os itens de 13 kg chegaram a ser oferecidos por R$ 129,99, valor quase R$ 15 acima do valor máximo encontrado pela ANP para o produto.

Outros combustíveis

Assim como a gasolina, o preço do diesel também acumula queda nas últimas semanas e passou a ser comercializado por, em média, R$ 3,492. O valor é 2,6% inferior ao apurado na semana passada. No mês de abril, a queda acumulada no preço do combustível superou os 5%.

Já o etanol despencou 2,69% somente na semana finalizada neste sábado. A variação fez com que cada litro do álcool seja vendido por cerca de R$ 3,139 nos postos.

Fonte: R7

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️