Prefeito de Juara recebeu a visita do comandante do 47º Batalhão de Infantaria (BI) de Mato Grosso do Sul

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Na semana passada, sexta-feira, dia 22 de maio, o prefeito de Juara, Carlos Sirena recebeu a visita do Tenente-Coronel José Giron Sobrinho Neto, comandante 47º Batalhão de Infantaria (BI) da cidade de Coxim, Mato Grosso do Sul.

Ele se reuniu com autoridades locais no gabinete do prefeito para falar sobre a operação Brasil “Verde II”, que contará com o apoio do Exército Brasileiro na cidade de Juara e região por solicitação do governo federal.

Ao todo, segundo o Coronel Giron serão 32 homens que vão dar suporte aos governos do estado e Federal durante as operações de combate que serão realizadas na Amazônia contra o desmatamento ilegal com apoio das forças de segurança pública.

Os militares estão desenvolvendo a operação Verde Brasil 2, mas também atuarão em conjunto com a operação Amazônia Arco Norte das secretarias de Estado de Meio Ambiente (Sema) e de Segurança Pública (Sesp), contra crimes ambientais dentro da Amazônia Legal no Estado de Mato Grosso e operações de garantia da Lei e da Ordem.

O prefeito Carlos Sirena, explicou que o coronel desmistificou a informação de que viriam 250 homens para permanecerem 30 dias na cidade, e que o contingente deverá ser entre 30 a 35 homens do Exército Brasileio que ficarão na cidade a disposição do prefeito, principalmente para ações de combate ao coronavírus e que, havendo necessidade deslocarão para o interior em apoio aos agentes que estarão realizando as outras operações.

Já o Tenente-Coronel José Giron Sobrinho Neto ressaltou que exército vai ajudar com barreiras sanitárias, desinfecção de locais públicos com equipamentos do próprio exército e que o município entrará apenas com a água e o produto que será usado.

O vereador Leo Boy, presidente da Câmara de vereadores de Juara que também participou tranquilizou a população e frisou que as ações a serem desencadeadas pelo 47º Batalhão de Infantaria (BI) nada tem haver com os rumores que surgiram na cidade sobre a permanência dos 250 homens da corporação.

Fonte: Acessenoticias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️