baner topo1
Juara – Mato Grosso
Terça-Feira, 13 de Abril de 2021

Prefeitura de Juara seguirá decreto do estado com medidas de combate ao Covid-19

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Na manhã dessa quarta-feira, o prefeito Carlos Sirena (DEM) e o vice-prefeito Nei da Farmácia (PSL) estiveram ao vivo no programa “Tucunaré Show” da rádio Tucunaré para explicar sobre o decreto impositivo adotado pelo governo de Mato Grosso e anunciado pelo governador Mauro Mendes (DEM) no inicio dessa semana. A assessoria de imprensa da prefeitura também realizou uma transmissão do pronunciamento ao vivo por meio da página do Facebook da prefeitura de Juara.

A justificativa do governo do estado em adotar tais medidas que passam a valer nesse dia 3 de março e terá duração de 15 dias vai de encontro com o aumento da taxa de ocupação dos leitos públicos de UTIs no Estado de Mato Grosso que está em 87,95% e também o crescimento da taxa de contaminação do novo coronavírus em todos os municípios mato-grossenses.

Confira o Decreto oficial AQUI

A administração municipal irá seguir o decreto estadual na integra, sem fazer qualquer alteração. “Hoje nós estamos diante de um decreto estadual de forma impositiva, significa: cumpra-se. Então o decreto que nós tínhamos em vigência do município ele fica de lado. A partir de agora nós estaremos cumprindo o decreto do Estado. Olhando a questão de saúde e a questão de hierarquia, não é importante que a gente vá contra um decreto do estado”, ressaltou o prefeito Carlos Sirena.

Ele explicou que nesse momento a única forma que o decreto estadual poderia ser alterado é se as medidas fossem endurecidas. A opção de flexibilizar as medidas foi descartada.

Conforme afirmou o vice-prefeito Valdinei Holanda, “esse decreto que é impositivo, não é uma questão opcional da prefeitura e sim que se cumpra essa determinação”.

Assim como em outros estados brasileiros, Mato Grosso também está em risco eminente de que a saúde pública entre em colapso. Nos últimos meses percebe-se que os números de casos estão diminuindo, porém a intensidade vem aumentando consideravelmente e dessa vez além do público idoso, os jovens também estão sendo infectados.

Regras:

– De segunda a sexta-feira, fica autorizado o funcionamento somente no período compreendido entre às 05h e 19h.

– Aos sábados e domingos, ficou autorizado o funcionamento somente no período compreendido entre às 05h e 12h.

– Não ficam sujeitos às restrições de horário do presente artigo:  As farmácias, os serviços de saúde, de hospedagem e congêneres, de transporte coletivo, transporte individual remunerado de passageiros por meio de taxi ou aplicativo, as funerárias, os postos de combustíveis, exceto conveniências, as indústrias, as atividades de colheita e armazenamento de alimentos e grãos, serviços de manutenção de fornecimento de energia, água, telefonia, coleta de lixo

– Supermercados: ficam fixados nos incisos do caput, devem aplicar sistema de controle de entrada restrito a um membro por família.

Enquanto o decreto estiver em vigência, os eventos sociais, corporativos, empresariais, técnicos e científicos, igrejas, templos e congêneres, cinemas, museus, teatros e a prática de esportes coletivos são permitidos com no máximo 50 (cinquenta) pessoas por evento, respeitado o limite de 30% (trinta) por cento da capacidade máxima do local, observados os limites de horário definidos.

O funcionamento de serviço na modalidade delivery ficará autorizado somente até às 23h00m, inclusive aos domingos. As farmácias e congêneres poderão funcionar, na modalidade delivery, sem restrição de dias e horários.

A fiscalização das regras deste decreto ficará a cargo do Procon, órgãos de vigilância sanitária estadual e municipal, polícia militar, polícia judiciária civil e entre outros órgãos municipais investidos de poder fiscalizatório.

Com muito ❤ por go7.site