baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sexta-Feira, 04 de Dezembro de 2020

Programa estimula economia rural em Aripuanã

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
O Programa de Desenvolvimento de Produtores Rurais, cujos trabalhos estavam suspensos por conta da pandemia de coronavírus, está sendo retomado em Aripuanã. O plano de ação 2020/2021 está em andamento, com o retorno das atividades. As ações têm como objetivo a criação de estímulos à expansão, diversificação e capacitação das cadeias produtivas a fim de integrá-las ao processo de crescimento econômico da região. A iniciativa é fruto da parceria entre a Nexa e o Pacto das Águas. No total, são atendidos cerca de 100 produtores locais. Neste primeiro momento, a assessoria técnica será oferecida de modo remoto.
A ação começou a ser executada em 2019, sem nenhum custo para os participantes, está inserida no eixo de Desenvolvimento Econômico da estratégia de atuação social da Nexa e integra o Plano de Controle Ambiental (PCA) do Projeto Aripuanã, empreendimento implantação no município. No primeiro ano foi realizado o diagnóstico das atividades produtivas, além de visitas técnicas às propriedades rurais. Para este ano, estão previstas capacitações de agentes públicos, com foco na gestão de associações e cooperativas; intercâmbio para fomentar a geração de renda e o protagonismo feminino na agricultura familiar; assessoria técnica, com ênfase na regularização fiscal e contábil; além de campanhas educativas.
A analista de Desenvolvimento Local e Projetos Sociais do Projeto Aripuanã, Alice Castilho, esclarece que a iniciativa foi concebida para apoiar o desenvolvimento sustentável e integrado das cadeias produtivas do município. “Esse apoio técnico busca otimizar as demandas e gerar melhorias na qualidade de produção. Promover o desenvolvimento local significa implementar ações que permitam inclusão social, fortalecimento e diversificação da economia local. As ações se propõem a capacitar os produtores, promover ações de formalização e possibilitar melhorias na produção”.
O coordenador técnico do Pacto das Águas, Emerson de Oliveira, explica que a nova edição do Programa será estendida ao público da Área de Influência (AI) do Projeto Aripuanã. Segundo ele, o objetivo é expandir ao máximo o número de pessoas atendidas. “O fortalecimento das cadeias produtivas é uma forma de consolidar a permanência do homem no campo. O trabalho técnico também envolverá as novas gerações sobre a importância da continuidade do legado nas famílias”.
Ainda de acordo com Oliveira é preciso reestruturar a produção agrícola do município, que, segundo ele está estagnada e não tem acompanhado o crescimento econômico da região. Ele cita como exemplo a produção de hortifrúti (frutas e hortaliças), cuja produção não consegue atender a forte demanda por esses produtos. “Temos que criar oportunidades para os pequenos produtores. Hoje em Aripuanã, por exemplo, a produção de abobrinha está sendo adquirida do estado vizinho de Rondônia. Assim, temos que diversificar cada vez mais os nossos produtos”, finaliza.

Fonte: TOP NEWS com Assessoria Thiago Itacaramby

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️