baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020

Proprietários de veículos relatam que foram multas em outros estados sem nunca terem saído de Juara

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Algumas pessoas moradoras de Juara tem procurado a unidade da 23ª Ciretran relatando que nunca saíram da cidade de Juara, mas que receberam cobrança de multa de trânsito vindo de outras cidades.

A reportagem da rádio Tucunaré procurou informações com o chefe da 23ª Ciretran de Juara, Raphael Matos para saber quais procedências essas pessoas deverão tomar com relação a essas cobranças de multas de seus veículos.

Raphael Matos explica que existem duas situações:

A primeira que pode ter sido ocasionada por um erro de algum agente de transito que cadastrou a placa errada.

A segunda hipótese pode se tratar de um sistema de clonagem de placas de veículos.

Como o proprietário dever agir:

No caso da placa errada, o proprietário da multa poderá se dirigir até o Ciretran pegar um protocolo para fazer um recurso ou no próprio site do Detran, isso caso a multa tenha sido aplicada pela Polícia Militar ou Batalhão, ou seja multa referente a Detran.

Caso a multa seja feita pela Polícia Rodoviária Federal ou Denit, ai o proprietário da multa deverá entrar direto no site desses órgãos e fazer sua defesa com as devidas comprovações.

O cidadão deve elaborar todas as informações apontando a comprovação de que não esteve na data e local indicado onde foi aplicada a multa.

No caso do suspeito de clonagem, o proprietário veículo deve registrar um boletim de ocorrência na Polícia Judiciária Civil para as devidas providências.

O tempo para ter uma resposta em relação ao deferimento ou indeferimento dos recursos impetrados demora em torno de 20 a 30 dias mediante o numero de protocolo.

Ouça a entrevista do chefe da 23ª Ciretran de Juara, Raphael Matos:

 

Fonte: radiotucunare/acessenoticias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️