baner topo1
Juara – Mato Grosso
Segunda-Feira, 08 de Marco de 2021

Qual deve ser a medida da circunferência abdominal?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A medida da circunferência abdominal é um dado relevante para determinar se existe obesidade ou não. Por sua vez, é um fator-chave no risco cardiovascular e na possibilidade de danos à circulação sanguínea.

A medida da circunferência abdominal é importante e vai muito além da estética. Se houver gordura acumulada nesta área do corpo, isso se torna um fator de risco cardiovascular. Para saber o seu valor, basta passar uma fita métrica ao redor da cintura, na altura do umbigo.

Qual é o limite que não deve ser ultrapassado na medida da circunferência abdominal? A Organização Mundial da Saúde estabelece que, no caso das mulheres, a medida não deve ultrapassar 88 centímetros, enquanto para os homens o limite é de 102 centímetros.

Os riscos de ter uma medida da circunferência abdominal maior do que o normal

O alerta de risco cardiovascular é ativado diante de quadros de obesidade. Por outro lado, ele é ainda maior se a circunferência abdominal ultrapassar as medidas consideradas saudáveis, pois denota um aumento dos problemas circulatórios.

Se os quilos extras forem distribuídos em diferentes partes do corpo, existe um perigo real de doença cardíaca. Mas isso aumenta quando a região abdominal acumula mais gordura do que outras regiões do corpo. Isso porque tecido adiposo intra-abdominal contém células, chamadas de adipócitos, que produzem uma certa quantidade de hormônios com valor metabólico.

Esses adipócitos atuam liberando ácidos graxos livres, que são metabolizados pelo fígado, que os usa como energia em vez de glicose. Consequentemente, o açúcar não utilizado pelo fígado permanece no corpo e aumenta seu nível. Este processo faz com que os lipídios no sangue aumentem e a glicemia dispare.

Assim, é possível entender por que a protuberância do abdômen é um problema muito mais do que estético, já que pode levar à síndrome metabólica. A mesma se caracteriza por um aumento do colesterol ruim e dos triglicérides, bem como por uma diminuição do colesterol bom, aumento da pressão arterial e hiperglicemia.

Continue lendo: Dois modelos de dieta para crianças com problemas de obesidade

Como medir a circunferência abdominal de forma correta?

Uma fita métrica e algumas dicas são necessárias para medir a circunferência abdominal. Os médicos geralmente fazem essa medição como uma verificação de rotina. Também o fazem quando percebem um aumento no índice de massa corporal (IMC), que indica uma possível obesidade ou excesso de peso.

Para tirar corretamente as medidas da circunferência abdominal é preciso ficar em pé, com os braços nas laterais do corpo. Em seguida, afrouxar o cinto, se estiver usando um. Você também deve remover a camisa ou a roupa que cobre o tronco para medir sobre a pele, na altura do umbigo.

A fita métrica ou medidor deve estar localizado abaixo da caixa torácica e acima do osso do quadril. O abdômen deve estar relaxado. É conveniente expirar antes de medir e, após fazer a medição, anotar os números imediatamente para não perder seus dados.

Você também pode estar interessado: 5 distúrbios digestivos que podem influenciar no excesso de peso

Tipos de obesidade de acordo com a medida da circunferência abdominal

Existem dois tipos de obesidade dependendo da localização do excesso de gorduraUma é a obesidade periférica; Fala-se dela quando a adiposidade está localizada nas coxas, glúteos ou quadris. A outra é a obesidade central, que se localiza quase exclusivamente ao nível da circunferência abdominal.

Quando uma pessoa tem obesidade central, ela corre o dobro do risco de sofrer de doenças cardiovasculares. No entanto, lembre-se de que o excesso de gordura sempre é prejudicial, independentemente de onde esteja.

Quando há mais gordura abdominal ou visceral, falamos em obesidade androide ou em forma de maçã. Já a obesidade causada pelo acúmulo nos braços, pernas e quadris é chamada de ginoide, ou em forma de pera.

Órgãos muito importantes estão localizados na área da circunferência abdominal: fígado, estômago, baço e vesícula biliar. São estes os que sofrem com a atividade desta gordura localizada. No caso das mulheres, as mudanças hormonais na menopausa ajudam a provocar mudanças na estrutura corporal.

O que devo fazer se o meu resultado for maior do que o normal?

Para evitar o aumento da gordura na circunferência abdominal, é aconselhável manter um estilo de vida saudável. É recomendável fazer atividades aeróbicas combinadas com exercícios de força. As primeiras contribuem para o gasto de calorias, e os segundos tonificam os músculos e melhoram a postura corporal.

Manter uma dieta saudável, livre de gorduras saturadas e açúcares simples, ajuda a controlar o peso. Além disso, esse tipo de dieta é benéfico para o coração. A hidratação é um fator importante, pois ajuda a prevenir a retenção de líquidos. Um sono de qualidade alivia o estresse e melhora a função hormonal.

A postura corporal não é uma questão menor. Não é aconselhável ficar sentado por muitas horas com a coluna curvada. Essa posição favorece o relaxamento da musculatura abdominal e o consequente acúmulo de gordura na região. Por fim, é imprescindível fazer um checkup médico pelo menos uma vez ao ano, para medir a circunferência abdominal e ter certeza de que este parâmetro está adequado.

5 motivos pelos quais você não consegue eliminar a gordura abdominal

Para eliminar a gordura abdominal, você deve ter cuidado para não cair em alguns erros que possam dificultar essa tarefa.

Fonte: https://melhorcomsaude.com.br

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️