Juara – Mato Grosso
Sábado, 13 de Agosto de 2022

Ameaça de possível massacre com machado em escola de Juína causa pânico entre pais e alunos; ouça o áudio

Nesta sexta-feira (25.02) áudios de um homem relatando um suposto ataque com machado em uma escola estadual da cidade de Juína, ao Noroeste de Mato Grosso, foram divulgados em grupos de WhatsApp deixando em pânico, pais, alunos, e comunidade escolar. As supostas ameaças são de uma invasão na E.E 21 De Abril localizada no bairro Padre Duílio, tendo como alvo alunos do 9º ano. Com medo, alguns pais procuraram saber a veracidade das informações e entraram em contato com o site Juína News.

Em um trecho do áudio, uma pessoa avisa para um colega que “ficou sabendo” que na cidade de Juruena houve um menino que fazendo uso de uma machadinha, ameaçou fazer um massacre em uma das escolas daquele município, mas que a tentativa naquela escola havia sido frustrada, porém, os supostos agressores estavam a caminho da cidade de Juína, onde pretendia realizar a ação na escola do bairro Padre Duílio, e alertou o amigo para não mandar os filhos para a escola

Com objetivo de esclarecer e tranquilizar os pais e alunos, o Juína News procurou a Diretoria Regional De Ensino (DRE) professora Márcia Moreira Regina Cirilo que é diretora adjunta do órgão regional que disse ter conversado com a direção da escola citada, onde a diretora ao saber do boato procurou a delegacia municipal e registrou um boletim de ocorrências, e também conversou com os alunos a fim de buscar informações, porém, nada de anormal foi descoberto e que muito menos há ameaças na unidade de ensino.

A adjunta da DRE ressaltou que o áudio engloba um perfil que espalha massacre nas redes sociais, e no caso do áudio envolvendo a escola do bairro Padre Duílio, o efeito foi perceptível com o baixo número de alunos que frequentaram as aulas na unidade escolar na data de hoje 25 de fevereiro, onde a secretária acredita que o áudio pode estar relacionado com um fato ocorrido a pouco dias na cidade de Juara, onde um caso semelhante foi noticiado, porém, já resolvido pelas autoridades.

Mesmo se tratando de FakeNews, Márcia Cirilo disse que a direção e os profissionais da educação ficarão atentos caso o fato possa ser verídico, onde as autoridades já estão cientes e atentas. Como o caso foi registrado na delegacia, a Polícia Judiciária Civil vai investigar e tentar esclarecer os fatos para que se encerre de forma mais rápida possível, fazendo com que os alunos possam retornar as aulas após o período de carnaval com tranquilidade e segurança.

Ainda segundo a DRE, a direção da escola irá solicitar junto ao Comado Regional VIII que a Polícia Militar realize rondas nas proximidades da escola reforçando um pouco mais a segurança dos alunos, como também os outros diretores das demais escolas possam também redobrar os cuidados e atenção a situações que possam gerar suspeitas de comprometimento da segurança dos alunos.

Fonte: Juina News

Com muito ❤ por go7.site

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.