Rejeitado pedido de aliados de Cunha para adiar recurso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A CCJ (Comisso de Constituio e Justia) rejeitou o pedido de aliados do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para adiar a discusso e votao do parecer sobre o recurso de Cunha contra a deciso do Conselho de tica, que pediu a cassao do mandato do peemedebista. O requerimento, protocolado pelo deputado Carlos Marun (PMDB-MS), um dos integrantes da tropa de choque de Cunha, queria o adiamento da discusso por dez dias teis. Com a recusa do pedido, a reunio da CCJ continuar nesta tera-feira (12) com a discusso do parecer do relator, Ronaldo Fonseca (PROS-DF). O presidente da CCJ, Osmar Serraglio (PMDB-PR), anunciou que a reunio permanecer at o incio da Ordem do Dia, com as votaes em plenrio. De acordo com Serraglio, o colegiado ir debater o parecer na manh desta quarta-feira (13) com a continuidade da discusso e possvel votao. Adversrios do peemedebista defendem que o recurso seja votado antes do recesso parlamentar, previsto para comear no dia 17. "Eu sou vocs amanh", diz Cunha a deputados em comisso que define seu futuro Defesa Cunha Pouco antes da votao do requerimento, Cunha falou por mais de duas horas. Ele comeou sua defesa criticando o processo no Conselho de tica e afirmando ser vtima de perseguio poltica. — Foi um processo poltico que comeou com a minha eleio em primeiro turno, em que derrotei o candidato da presidenta afastada [Dilma Rousseff] e em que derrotei o candidato da oposio. Reunio CCJ A reunio comeou com a leitura da complementao de voto apresentada pelo relator do recurso, em que negou o pedido de aditamento de Cunha. No pedido, Cunha queria que o processo retornasse ao Conselho de tica com o argumento de que o fato de ser presidente da Cmara foi "determinante" para a anlise da representao no conselho. Fonseca argumentou que o pedido no apresentou elementos que comprovassem que as regras regimentais tivessem sido desrespeitadas. A estratgia dos aliados de Cunha tem sido protelar o desfecho do processo. Logo aps a fala do relator Ronaldo Fonseca, o deputado Carlos Marun pediu vistas do processo, como forma de encerrar a sesso. O pedido foi negado pelo presidente do conselho, Osmar Serraglio (PMDB-PR).

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️