Remédios para a onicomicose nas mãos e nos pés

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Os remédios para a onicomicose nas mãos e nos pés são bastante populares. No entanto, eles são eficazes? Hoje, queremos esclarecer esta dúvida. Relataremos o que os especialistas dizem e como tratar essa infecção causada por fungos.

Os remédios para a onicomicose nas mãos e nos pés são muito procurados. Esta condição, caracterizada por causar uma descoloração branca ou amarelada, além de prurido e outros desconfortos nas unhas, representa um terço das infecções fúngicas da pele.

De acordo com informações publicadas no Journal of Fungi, a infecção é causada por fungos dermatófitos cuja natureza arraigada na placa ungueal dificulta o tratamento. Portanto, geralmente é uma condição difícil de eliminar e cujos sintomas tendem a reaparecer com o tempo. Vamos ver a seguir o que se sabe sobre o tema até o momento.

Onicomicose: o que você precisa saber

A onicomicose é uma infecção fúngica localizada nas unhas das mãos e dos pés; no entanto, estes últimos costumam ser os mais afetados. Embora não seja considerada uma condição grave, é um problema de saúde pública devido à sua alta prevalência, baixa resposta ao tratamento e ao impacto clínico que causa.

Conforme explicado pela Academia Americana de Dermatologiacondições quentes e úmidas, como ambientes de piscinas ou vestiários públicos, levam à infecção. Além disso, ela também está relacionada à falta de higiene, sudorese e calçados fechados, ou a qualquer situação que exponha as unhas à umidade por um longo período de tempo.

Seus sintomas incluem:

  • Manchas brancas ou mudança na cor das unhas.
  • Espessamento das unhas.
  • Unhas quebradiças que se desfazem e se elevam do dedo.
  • Unhas irregulares.
  • Prurido e mau cheiro (em alguns casos)
Micose nas unhas
A onicomicose pode surgir nas unhas dos pés e das mãos.

A maioria dos casos é leve e não afeta nada além da aparência. No entanto, quando a infecção é complicada, pode ser dolorosa para a pessoa e causar danos irreversíveis às unhas. É também uma infecção que exige cuidados em pacientes diabéticos ou com doenças que comprometem o sistema imunológico.

Nesses pacientes, o atendimento médico é importante, pois qualquer lesão nos pés, incluindo essas infecções, pode levar a complicações graves devido à resposta imune e a problemas circulatórios que eles sofrem.

Talvez você possa se interessar: Unhas pretas nos pés: por que ocorrem e como tratá-las?

Os remédios para a onicomicose nas mãos e nos pés funcionam?

Uma grande variedade de remédios para a onicomicose tem sido descrita na literatura popular. No entanto, seu uso ainda é questionado por especialistas. No estudo do Journal of Fungiforam relatadas opções como o óleo da árvore do chá e a planta conhecida como ageratin pichinchensisque mostraram ter atividade antifúngica.

Outras substâncias, como o própolis e o Vick Vaporub, também tiveram efeitos interessantes contra a onicomicose em alguns estudos piloto. De qualquer forma, os resultados não são conclusivos e são necessárias mais pesquisas para determinar a eficácia desse tipo de tratamento.

Apesar disso, seu uso como tratamento complementar é aceitável, pois não demonstraram efeitos adversos relevantes no ser humano, o que sugere que podem ser seguros e toleráveis. Obviamente, na medida do possível, eles devem ser usados ​​em conjunto com o tratamento médico.

Óleos essenciais para tratar os fungos
O óleo da árvore do chá mostrou ter atividade antifúngica em alguns estudos, razão pela qual é uma opção de tratamento.

Remédios farmacológicos para a onicomicose

Até agora, os remédios mais amplamente aceitos para o tratamento da onicomicose são os de natureza farmacológica, embora ainda sejam objeto de pesquisa. Coincidindo com uma publicação no Indian Journal of Pharmaceutical Sciences, essas opções terapêuticas estão disponíveis como agentes tópicos e orais.

Os agentes tópicos incluem formulações de laca, com 5% de amorolfina e 8% de ciclopirox. Cremes, pós e outros produtos tópicos não costumam ser tão eficazes, porque não penetram tão facilmente na pele.

Enquanto isso, o tratamento oral pode incluir griseofulvina, terbinafina, itraconazol e cetoconazol. Estes requerem um período de uso mais longo e envolvem um risco maior de efeitos colaterais, como dores de cabeça, distúrbios gastrointestinais e erupções cutâneas, entre outros.

Portanto, sua dose e tempo de administração devem ser sugeridos diretamente pelo profissional. O ponto a considerar é que ambas as opções devem ser usadas de forma consistente para obter resultados. Caso contrário, a infecção provavelmente persistirá e piorará.

Não deixe de ler: 15 remédios para tratar fungos na pele

O que mais pode ajudar contra a onicomicose?

Diante de um problema como a onicomicose, é importante consultar um dermatologista para receber um diagnóstico preciso e obter o tratamento apropriado para o seu caso em particular.

Além disso, algumas medidas simples de autocuidado também podem ser aplicadas, como optar por calçados ventilados, secar bem os pés e usar chinelos em áreas molhadas, como piscinas, chuveiros e vestiários.

Fonte: R7

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️