baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sexta-Feira, 16 de Abril de 2021

Saúde abre pregão para compra de 460 milhões de seringas e agulhas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O Ministério da Saúde abriu nesta quinta-feira (25) novo pregão eletrônico para a compra de 460 milhões seringas e agulhas, com um investimento estimado em R$ 75 milhões. A compra faz parte do plano de vacinação no enfrentamento da pandemia causada pelo coronavírus.

A nova licitação visa o registro de preços para aquisição dos insumos na forma, quantitativo e
condições previstas no edital. A escolha será da proposta mais vantajosa para aquisição do material para ajudar no combate à pandemia.

O cronograma de entrega dos produtos será elaborado de acordo com a capacidade de produção industrial e os estoques já disponíveis nos estados para o PNI (Programa Nacional de Imunizações).

Prefeitura de SP antecipa vacinação de idosos com 80 anos ou mais

Participam do pregão somente as empresas do ramo de atividade que seja compatível com o objeto da licitação, e que estejam com credenciamento regular no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores.

A responsabilidade pela compra de seringas e agulhas, bem como o controle dos estoques, é dos gestores estaduais e municipais de saúde. Segundo o Ministério da Saúde, o governo tem centralizado a aquisição de insumos, EPI e ventiladores pulmonares, como apoio estratégico a estados e municípios no enfrentamento à pandemia.

O Ministério da Saúde já distribuiu mais de 18 milhões de insumos, entre eles 9.514.300 seringas
e 8.519.400 agulhas em todas as regiões do Brasil.

Estrangeiros

De acordo com a legislação brasileira, os licitantes estrangeiros interessados, que ainda não
funcionam no país, deverão instituir representação legal no Brasil, por meio da pessoa jurídica
detentora do registro do produto perante a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) com poderes para receber citação e responder administrativa e judicialmente pelos seus atos no país.

Fonte: R7

Com muito ❤ por go7.site