baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sábado, 16 de Janeiro de 2021

Secretaria de Fazenda aponta pequeno crescimento na economia de MT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A economia mato-grossense teve um desempenho positivo no levantamento realizado referente aos dias 15 e 21 deste mês, aponta a secretaria estadual de Fazenda, no 12º boletim econômico especial, divulgado ontem à tarde. A queda na arrecadação do ICMS (Imposto Circulação de Mercadorias e Serviços) chegou a R$ 80,23 milhões, ou 9,3% a menos que em março, no início da pandemia da Covid-19.

Foram emitidos cerca de 9,25 milhões de documentos fiscais eletrônicos (NFe, NFCe e CTe) totalizando um faturamento semanal de R$ 9,35 bilhões, superando os R$ 7,86 bilhões da semana anterior. Assim o faturamento tributável total das empresas de Mato Grosso superou em 0,3% no período pesquisado àquele anterior a Covid-19 (R$ 9,31bilhões).

Dos principais setores econômicos, só a indústria apresentou resultados positivos com aumento de 11% no seu faturamento. Os demais setores tiveram quedas bem menores na terceira semana do mês, sinalizando recuperação de suas atividades. O comércio e serviços apresentou uma redução média de 2,9% no faturamento, quando comparado ao período anterior a pandemia. Na última semana todos os setores do comércio apresentaram crescimento em relação à semana anterior. Em relação à média anterior a Covid-19 apresentaram os seguintes resultados: atacado (-6,8%); varejo (5,8%); combustíveis e lubrificantes (-17,9%) e veículos e autopeças (-1%). A agropecuária caiu 1,6%.

Na última semana, o faturamento tributável da Indústria cresceu em relação a semana anterior e ficou também 11% acima em relação à média anterior a Covid-19. O faturamento tributável da agropecuária, apesar de ter crescido em relação as semanas anteriores, ficou -1,6% abaixo em relação à média anterior a Covid-19. Na última semana o faturamento diário foi de R$ 3,2 bilhões.

O documento é elaborado pela secretaria Adjunta da Receita Pública da secretaria de Fazenda (Sefaz) e mostra os impactos da Covid-19 sobre o faturamento das empresas no Estado e, também, sobre a receita estadual, considerando informações extraídas dos sistemas informatizados da Sefaz, com base nos dados dos documentos fiscais eletrônicos emitidos diariamente e outras informações fiscais.

Fonte: Sonoticias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️